Robert Laberge/ AFP
Robert Laberge/ AFP

Will Power vence prova caótica da Indy no Texas; Kanaan chega em segundo

Australiano liderou 180 das 248 voltas da prova e sobreviveu a tudo para triunfar em Fort Worth

Estadao Conteudo

11 de junho de 2017 | 09h42

O australiano Will Power venceu uma prova caótica da Fórmula Indy na noite do último sábado. A etapa do Texas teve somente oito, dos 22 carros que largaram, cruzando a linha de chegada, tamanha a quantidade de acidentes, mas o piloto sobreviveu a tudo isso para triunfar em Fort Worth.

A intensa degradação dos pneus foi fundamental para que a prova fosse tão acidentada, fruto do asfalto recém-implantado no circuito texano. Power liderou 180 das 248 voltas da prova e venceu com bandeira amarela na pista, após um último acidente que tirou Takuma Sato e Scott Dixon da corrida.

"A corrida foi muito intensa", considerou Power. "Eu pude ver que o Dixon poderia me passar na linha de chegada. Então, eu estava começando a pensar sobre o que eu ia ter que fazer no fim da prova."

O principal acidente da corrida, no entanto, não foi este. No meio da corrida, o brasileiro Tony Kanaan tocou o carro de James Hinchcliffe, ocasionando um acidente que tirou da prova nada menos do que nove carros e resultou em uma bandeira vermelha que durou 31 minutos.

Kanaan gerou revolta nos pilotos e foi considerado o culpado pelo acidente, mas foi um dos competidores que conseguiram superar a turbulenta corrida para terminar na segunda colocação. Passada a adrenalina pela prova, o brasileiro desabafou: "Acho que estou sendo culpado por tudo".

Atrás do vencedor Power e do segundo colocado Kanaan, chegou o francês Simon Pagenaud, que completou o pódio em terceiro. Apesar de não ter finalizado a prova, Scott Dixon manteve a liderança do campeonato com 326 pontos, seguido por Pagenaud, com 316, e Sato, com 312. O brasileiro Helio Castroneves, mais um que não completou a corrida no Texas, é o quarto, com 305, enquanto Kanaan tem 264, em oitavo.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula IndyWill Power

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.