Martin Meissner/ AP
Martin Meissner/ AP

Williams confirma Massa e Bottas para temporada 2016 da F-1

'Estou em meu 2º ano e satisfeito por permanecer', diz brasileiro

Estadão Conteúdo

03 de setembro de 2015 | 09h09

A Williams enfim confirmou a permanência de Felipe Massa e Valtteri Bottas para a temporada 2016 da Fórmula 1. Nesta quinta-feira, a equipe inglesa encerrou as especulações sobre o futuro dos seus pilotos ao garantir a dupla formada pelo brasileiro e pelo finlandês por mais um ano.

A renovação de Massa já era esperada há algumas semanas. O brasileiro tinha opção em seu contrato para estender sua permanência na tradicional equipe da F-1 por mais um ano. Agora disputará sua terceira temporada pela Williams, que passou a defender em 2014.

"Estou muito feliz por fazer parte da família Williams. Estou em meu segundo ano aqui e estou satisfeito por permanecer porque estamos funcionando muito bem como time. Eles me respeitam muito e os resultados estão aí", comemorou o brasileiro. "É muito bom participar dessa reviravolta pelo qual a equipe passou nos últimos anos."

 

 

A chegada de Massa à equipe no fim de 2013 coincidiu com a recuperação da Williams, que investiu em experiência, tanto entre os pilotos, tendo o brasileiro como maior referência, como na parte técnica.

A experiência de Massa e a juventude de Bottas têm sido a aposta do time nestes últimos dois anos. Desde que chegou à equipe, o brasileiro obteve uma pole position e foi ao pódio quatro vezes, após temporadas seguidas de resultados discretos na Ferrari. O finlandês, por sua vez, ficou entre os três primeiros em sete corridas.

"A mistura de experiência e velocidade que temos em Felipe é um raro atributo na Fórmula 1. E Valtteri tem potencial para virar candidato ao título neste caminho em que estamos, devolvendo a Williams ao topo", afirmou Frank Williams, fundador e chefe da Williams, ao celebrar a permanência da dupla.

O fundador da equipe indicou o interesse em manter Massa por mais temporadas no time britânico. "Felipe está prosperando num ambiente onde ele é valorizado e pode construir uma relação de longo prazo", declarou Frank.

Se o acerto de Massa já era esperado, a renovação de Bottas gerava maior expectativa no mundo da F-1. Ele era cotado para defender a Ferrari a partir de 2016. Mas os rumores perderam força com o anúncio da renovação do compatriota Kimi Raikkonen com o time italiano. Mesmo assim, sua situação seguia indefinida na Williams. Somente nesta quinta, às vésperas do GP da Itália, o time britânico garantiu o finlandês por mais um ano.

"Estou muito feliz por ficar na equipe pelo quarto ano. Estamos nos tornando muito forte como time e já estou ansioso para a próxima temporada, quando acredito que poderei obter resultados mais expressivos", comentou o finlandês, considerado uma das promessas da Fórmula 1.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.