Williams confirma permanência de Paul di Resta como piloto reserva em 2017

Escocês será companheiro de Felipe Massa nesta temporada

Estadao Conteudo

20 Fevereiro 2017 | 13h06

Três dias depois de ter se tornado a primeira equipe do atual grid da Fórmula 1 a apresentar o seu novo carro para esta temporada, a Williams anunciou oficialmente nesta segunda-feira a permanência do escocês Paul di Resta no posto de piloto reserva para o campeonato deste ano.

Di Resta assumiu este papel em 2016, depois de ter corrido pela Force India entre 2011 e 2013, período em que marcou 121 pontos ao total e chegou a terminar uma corrida em quarto lugar. Porém, ele não teve o seu contrato renovado para a temporada de 2014 e acabou ficando por dois anos afastado da F-1.

Aos 30 anos de idade, Di Resta assim foi confirmado como integrante da Williams por mais uma temporada, sendo que em 2017 a tradicional equipe inglesa voltará a contar com Felipe Massa depois de o brasileiro ter adiado a sua aposentadoria na Fórmula 1, anunciada no ano passado.

Massa, que fará dupla de pilotos titulares com o jovem estreante canadense Lance Stroll, de apenas 18 anos de idade, acabou aceitando postergar o fim de sua trajetória na elite da velocidade após o finlandês Valtteri Bottas ser contratado pela Mercedes para substituir o campeão Nico Rosberg. O alemão surpreendeu ao confirmar sua aposentadoria pouco depois de conquistar o título em 2016.

"Estou muito feliz por permanecer na Williams como piloto reserva para a temporada de 2017. Estou ansioso para começar a lidar com os controles e procedimentos do FW40 (novo carro da equipe) e entender o novo regulamento. Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para agradecer Claire (Williams, segundo principal nome na chefia da escuderia) e todos da Williams por continuarem me apoiando como parte da equipe", ressaltou Di Resta ao comemorar a sua continuidade no time.

Claire, por sua vez, exaltou a importância da permanência do escocês na Williams. "O extensivo conhecimento de F-1 dele vai mais uma vez ser valioso, especialmente com o novo regulamento para a temporada 2017. Paul foi um grande trunfo para o time no último ano e é ótimo que possamos continuar trabalhando com ele mais uma vez em 2017", ressaltou.

Mais conteúdo sobre:
Velocidade Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.