Williams fará campanha antitabaco

A equipe Williams fechou um contrato de patrocínio inusitado para os padrões da Fórmula 1. Já a partir do Grande Prêmio de San Marino, no próximo dia 20 de abril, a escuderia vai exibir nos seus carros a marca de um produto de combate ao hábito de fumar. Durante muitos anos, o tabago foi a principal fonte de renda das equipe da Fórmula e ainda hoje, cinco escuderias têm contrato de patrocínio com empresas fabricantes de cigarros. "Com a iminente proibição da progaganda de cigarros na Fórmula 1, seria muito apropriado que um produto líder na ajuda para se deixar defumar tome agora o seu lugar", afirmou o proprietário da equipe, Frank Williams. Segundo ele, o contrato mostra que ?há futuro para a Fórmula 1 depois do fim dos contratos de publicidade de tabaco?, disse. O contrato terá duração de 1 ano.A publicidade de cigarro está sendo retirada gradualmente da Fórmula 1. A União Européia prevê a proibição desse tipo de publicidade a partir de meados de 2005. Das 10 equipes que competem este ano, Ferrari, McLaren, Jordan, BAR e Renault mantém contratos com empresas tabagistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.