Williams larga na frente em Nurburg

Se pole position contasse pontos na Fórmula 1, certamente a diferença entre Juan Pablo Montoya, da Williams, e o líder do Mundial, Michael Schumacher, da Ferrari, não seria tão grande como está, 43 pontos. Neste sábado o colombiano conquistou no circuito de Nurburgring, Alemanha, onde está sendo disputado o GP da Europa, a sua terceira pole seguida e a quarta do ano, diante de três obtidas pelo campeão do mundo, Schumacher, que neste domingo larga na terceira posição no grid. Ralf Schumacher, companheiro de Montoya, completou a festa da Williams e da BMW, ao estabelecer o segundo tempo e definir a primeira fila para a equipe.Apesar de o circuito ter sido modificado para facilitar as ultrapassagens, a impressão geral dos pilotos era de que essas manobras ainda envolviam riscos elevados de acidente. Por esse motivo, Montoya e Ralf, neste sábado, não disfarçavam sua satisfação por estarem na frente de Schumacher e Rubens Barrichello, quarto no grid da nona etapa do campeonato. Curiosamente, a dupla da Williams não imaginava largar em primeiro e segundo neste domingo. "Depois dos problemas enfrentados pela manhã, com o acerto errado do carro e os pneus que não ofereciam boa aderência, surpreendi-me com o nosso desempenho na sessão de classificação", disse Montoya.Pela manhã, Schumacher havia sido o mais veloz, enquanto ele não passou do oitavo lugar, 1 segundo e 175 milésimos mais lento. Já à tarde, no treino que valeu para formação do grid, Montoya foi 129 milésimos mais rápido que Schumacher e 9 milésimos em relação a Ralf e garantiu a pole. Ralf, que não gostou nada de ser vencido em casa por Montoya, teve discurso semelhante, uma vez que de manhã ficara apenas em quinto.Os pneus Michelin, usados pela Williams e McLaren, a exemplo do ocorrido nas duas últimas etapas do Mundial, Mônaco e Canadá, mostraram-se decisivos no desempenho da Williams. Patrick Head, diretor-técnico da escuderia, afirmou que não há ordens de equipe, apesar de seus dois pilotos largarem neste domingo, às 9 horas (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela TV Globo, na primeira fila. "Eles serão orientados apenas para não se envolverem em acidente." Como sempre acontece quando não está em primeiro, Schumacher tinha a cara amarrada depois do treino. "Precisei usar o carro reserva porque logo na primeira tentativa de marcar tempo o câmbio do carro de corrida travou numa marcha." Mesmo assim, por pouco o alemão não quebra a série de poles de Montoya. Com o cronômetro já zerado, as duas primeiras parciais da última volta projetavam um tempo melhor que o do colombiano, 1min29s906. Mas não deu. "Errei na chicane e na curva que antecede a reta dos boxes, por estar muito rápido", explicou Schumacher. Ele ficou com 1min30s035, e Ralf, 1min29s915.Sobre as suas chances, neste domingo, nas 60 voltas da prova, em especial porque têm a sua frente num circuito de difícil ultrapassagem os dois pilotos da Williams, o alemão da Ferrari disse: "Diferentemente de Mônaco, onde a terceira colocação no grid significa o lado pior da pista, aqui é onde há mais aderência." Seu plano é claro: ganhar ao menos uma posição na largada. Schumacher também questionou se os pneus de seus adversários oferecerão ao longo da prova a mesma constância que os seus (Bridgestone). Montoya concordou: "Os pneus serão a chave desta corrida." Os dois pilotos da McLaren, David Coulthard e Kimi Raikkonen, classificaram-se em quinto e em sexto. O sistema automático de largada da McLaren tem sido considerado, ao lado do da Renault, como o mais eficiente até agora. "Não estou preocupado em perder a posição para os pilotos da McLaren", respondeu Schumacher, sem gostar da pergunta. Para comprovar que o atual traçado de Nurburgring é muito mais uma seleção de carros que de pilotos, a dupla da Renault, Jarno Trulli e Jenson Button, obteve o sétimo e o oitavo lugares. Felipe Massa, da Sauber, larga em 11.º e Enrique Bernoldi, Arrows, em 21.º.Veja o grid do GP da Europa1 - Juan Pablo Montoya (COL) Williams 1:29.906 2 - Ralf Schumacher (ALE) Williams 1:29.915 3 - Michael Schumacher (ALE) Ferrari 1:30.035 4 - Rubens Barrichello (BRA) Ferrari 1:30.3875 - David Coulthard (ESC) McLaren 1:30.5506 - Kimi Raikkonen (FIN) McLaren 1:30.591 7 - Jarno Trulli (ITA) Renault 1:30.9278 - Jenson Button (ING) Renault 1:31.136 9 - Nick Heidfeld (ALE) Sauber 1:31.211 10 - Mika Salo (FIN) Toyota 1:31.389 11 - Felipe Massa (BRA) Sauber 1:31.733 12 - Olivier Panis (FRA) BAR 1:31.90613 - Allan McNish (ING) Toyota 1:31.941 14 - Takuma Sato (JAP) Jordan 1:31.999 15 - Heinz-H. Frentzen (ALE) Arrows 1:32.144 16 - Pedro de la Rosa (ESP) Jaguar 1:32.281 17 - Eddie Irvine (ING) Jaguar 1:32.510 18 - Giancarlo Fisichella (ITA) Jordan 1:32.59119 - Jacques Villeneuve (CAN) BAR 1:32.968 20 - Mark Webber (AUS) Minardi 1:32.99621 - Enrique Bernoldi (BRA) Arrows 1:33.36022 - Alex Yoong (MAL) Minardi 1:34.251

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.