Williams mantém projeto de desenvolvimento do Kers

Atualmente, apenas as escuderias Ferrari e McLaren utilizam a avançada tecnologia na Fórmula 1

Agência Estado

14 de agosto de 2009 | 14h25

LONDRES - A Williams segue trabalhando no desenvolvimento do Kers - sistema de recuperação de energia cinética - e promete estrear em tecnologia no futuro. De acordo com Sam Michael, diretor técnico da equipe, ainda não existe uma previsão de quando a novidade será implementada.

"Nós ainda temos uma equipe de pessoas trabalhando no Kers, mas eu não quero determinar uma data para a estreia do equipamento em nossos carros", afirmou Michael, avisando que a equipe de Frank Williams se esforça para desenvolver o Kers.

Atualmente, apenas Ferrari e McLaren utilizam a tecnologia na Fórmula 1. As oito escuderias que fazem parte da Associações de Equipes da Fórmula 1 (Fota, na sigla em inglês) fecharam um acordo para não utilizarem o Kers na próxima temporada. Apenas Force India e Williams, expulsas neste ano, não fazem parte da associação.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1WilliamsKers

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.