Glenn Dunbar/Divulgação
Glenn Dunbar/Divulgação

Williams minimiza assédio e acredita que manterá Bottas em 2016

Equipe inglesa confia na manutenção do piloto finlandês, que conquistou seis pódios em 2014 e foi uma das surpresas do ano

Estadão Conteúdo

02 de janeiro de 2015 | 13h05

O ótimo campeonato de Valtteri Bottas em 2014 na Williams já provoca o surgimento de rumores de que o finlandês poderia deixar a equipe em um futuro próximo para se transferir para competidoras poderosas da Fórmula 1, como a Mercedes e a Ferrari. A escuderia inglesa, porém, garante não temer o risco de ficar sem o seu piloto e destaca que vê Bottas completamente comprometido com a Williams.

"Tenho certeza de que as pessoas estão observando Valtteri, e por que não olhariam? Ele é uma das maiores estrelas do paddock no momento. Mas ele começou sua carreira na Williams e, quando você conversa com ele, sabe que está 100% comprometido. Isso é importante", afirmou Claire Williams, chefe-adjunta da equipe, em entrevista ao site da revista inglesa Autosport

Bottas está na Williams desde 2010, quando foi contratado para ser piloto de testes. Depois, ele fez a sua estreia na Fórmula 1 em 2013 e obteve bons resultados no ano passado ao terminar o Mundial de Pilotos na quarta colocação, à frente do brasileiro Felipe Massa, seu companheiro na Williams, subindo seis vezes ao pódio. 

Para Claire, essa longa relação deve ajudar a Williams a manter Bottas, mesmo que o contrato do finlandês se encerre ao término da temporada 2015. "Ele se ajusta bem aqui e acho que, para alguém como Valtteri, isso é tão importante quanto qualquer coisa. E porque ele iria embora quando temos um carro competitivo e ele sabe os planos que temos e o sucesso que ele pode ter com a Williams?", comentou. 

A dirigente também lembrou que a Williams contou com um carro competitivo em 2014 e prometeu que isso será mantido para que Bottas possa lutar por vitórias sem precisar deixar a equipe. "Não é que ficamos em quinto ou sexto no campeonato. Por que ele iria para outra equipe quando podemos lhe dar um carro capaz para vencer? Por que ele iria para outro lugar?", disse Claire.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.