Divulgação
Divulgação

Yamaha anuncia Lorenzo como piloto de testes para temporada 2020 da MotoGP

Espanhol estreia na nova função entre 2 e 4 de fevereiro, no shakedown da Yamaha, na Malásia, em Sepang

Redação, Estadao Conteudo

30 de janeiro de 2020 | 18h45

Jorge Lorenzo está de volta à Yamaha, mas em uma função diferente da que exerceu na conquista dos seus três títulos mundiais da MotoGP. Nesta quinta-feira, a equipe japonesa anunciou a contratação do espanhol para exercer o papel de piloto de testes na temporada 2020.

Lorenzo estreou na MotoGP em 2008 exatamente pela Yamaha, tendo permanecido por lá até 2016. E foi nesse período em que faturou os seus títulos na categoria, nas temporada 2010, 2012 e 2015. Posteriormente, então, pilotou por Ducati e Honda, pela qual competiu na última temporada.

Aos 32 anos, Lorenzo fará a sua estreia na nova função na Yamaha será entre 2 e 4 de fevereiro, no shakedown da Yamaha, na Malásia, em Sepang. Depois, deve ser utilizado em testes coletivos e atividades privadas da equipe em 2020.

"Estou muito feliz com a decisão de ingressar na equipe de testes da Yamaha. Eu sempre planejava me envolver no MotoGP e retornar ao paddock, e acho que esse é um papel adequado para mim. Conheço a equipe e a M1. A Yamaha realmente se adapta ao meu estilo de pilotagem, e será muito interessante encontrar novamente a minha velha moto", disse Lorenzo.

O anúncio da contratação de Lorenzo para a função de piloto de testes é mais uma das novidades definidas pela equipe nesta semana. O time renovou o contrato do espanhol Maverick Viñales até o fim da temporada 2022 e definiu o francês Fabio Quartarao como seu companheiro a partir de 2021, em substituição ao italiano Valentino Rossi, que ainda não definiu o seu futuro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.