BEN STANSALL / AFP
BEN STANSALL / AFP

Guanyu Zhou diz que vai correr no próximo GP da F-1 após se recuperar de acidente em Silverstone

Piloto chinês teve sua Alfa Romeo capotada ao ser atingido por George Russel, mas garante que estará na Áustria no fim de semana

Redação, Estadão Conteúdo

04 de julho de 2022 | 13h45
Atualizado 05 de julho de 2022 | 13h43

O chinês Guanyu Zhou foi um dos nomes mais comentados durante e após o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1, disputado no domingo. Longe da briga pelo pódio e pelas vitórias, o piloto da Alfa Romeo ganhou as manchetes por ter protagonizado grave acidente logo na largada no tradicional Circuito de Silverstone.

Atingido com força pelo britânico George Russell, da Mercedes, o carro do chinês capotou na pista e atravessou a caixa de brita de cabeça para baixo até parar na grave de proteção, que separa a pista da arquibancada. Ele sobreviveu ao acidente sem maiores preocupações.

Nesta segunda-feira, garantiu que estará pilotando seu Alfa Romeo no fim de semana que vem, na Áustria, na etapa seguinte. "Oi pessoal, queria agradecer a todos pelas mensagens gentis que recebi. Queria também agradecer aos comissários de prova e à equipe médica de Silverstone, que foram fantásticos. Já estou ansioso para voltar à pista, vejo vocês na Áustria!", declarou.

O chinês só sobreviveu ao grave acidente graças ao halo, sistema de proteção adotado pela F-1 em 2018. O dispositivo é uma estrutura reforçada que se localiza logo acima da cabeça do piloto, elevando os níveis de segurança.

"O halo me salvou. E isso mostra que todo degrau que subimos para melhorar a segurança dos carros traz resultados reais e valiosos", comentou o chinês, que agradeceu à F-1 e à Federação Internacional de Automobilismo (FIA). "Queria agradecer a todos pelo trabalho que vem sendo feito em melhorar a segurança dos nossos carros." Halo é aquela parte que fica em cima do piloto, um arco, que o protege caso o carro capote, como aconteceu em Silverstone.

O GP da Áustria será disputado no próximo fim de semana. Os pilotos vão para a pista pela primeira vez às 8h30 de sexta-feira, pelo horário de Brasília, para o primeiro treino livre do fim de semana. A corrida está marcada para as 10h de domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.