'A Polônia é melhor do que nós', admite Bernardinho

Segundo o treinador, a derrota não era o resultado esperado, já que a seleção masculina de vôlei estava bem preparada e treinada

AE, Agência Estado

20 de junho de 2014 | 18h33

Ao perder para a Polônia por 3 sets a 1, nesta sexta-feira, na Cracóvia, o Brasil chegou à lanterna do Grupo A da Liga Mundial, ficando com chances reduzidas de classificação para a fase final, uma vez que o Irã venceu a Itália em Teerã. O técnico Bernardinho admite que o momento da seleção brasileira masculina de vôlei não é bom.

"A Polônia e a Itália são melhores do que nós. Temos de ser humildes e aprender com nossos erros. Não podemos perder a concentração e o foco depois de um cometer um erro. Precisamos fazer o nosso melhor no futuro", observou o treinador, depois da derrota.

Em nove jogos pela Liga Mundial, o Brasil perdeu seis. Os italianos lideram com 19 pontos, seguidos pelos poloneses com 11. Os iranianos estão com 10, enquanto os brasileiros seguem com oito. A disputa do time de Bernardinho é contra Polônia e Irã, uma vez que a Itália, como dona da casa, está garantida na fase final. Poloneses e iranianos têm dois jogos a menos.

"O resultado não era o esperado. Estávamos muito concentrados para esse jogo, treinamos bem durante toda a semana, mas, infelizmente, erramos mais do que o adversário e não conseguimos a vitória que tanto queríamos", disse Lucarelli.

O ponteiro Lipe também lamentou o desfecho da partida. "Parecia que estávamos no caminho certo. Começamos bem o jogo, com quatro, cinco pontos na frente. Estávamos jogando bem e não podemos deixar perder a partida da nossa mão, com bolas bobas, como vem acontecendo. Vamos treinar ainda mais agora e vamos para o tudo ou nada no próximo jogo."

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBernardinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.