Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Alison/Bruno Schmidt e mais duas duplas vencem e Brasil continua 100% no Mundial

Brasileiros estão indo muito bem na competição em Viena

Estadão Conteúdo

31 de julho de 2017 | 18h54

Com a missão de ampliar a hegemonia do Brasil na história do Mundial de Vôlei de Praia, que vive a disputa de sua 11ª edição, em Viena, na Áustria, os brasileiros que foram para a quadra nesta segunda-feira deram novo passo para atingir este objetivo ao manterem o País invicto na disputa masculina da competição.

Foram três vitórias em três jogos disputados, sendo uma delas conquistada pelos atuais campeões mundiais e olímpicos Alison e Bruno Schmidt, que derrotaram os letões Plavins e Regza por 2 sets a 0, com duplo 21/19, em 41 minutos.

Com o triunfo, a parceria irá decidir a liderança do Grupo E contra os chilenos Marco e Esteban Grimalt em jogo marcado para a próxima quarta-feira. "É sempre bom ter um começo como esse, mas ainda temos a partida contra o Chile e muita coisa para acontecer. Eles (chilenos) estão muito bem, animados com este evento, sempre fazem jogos incríveis contra nós e será uma partida muito boa", ressaltou Bruno.

"É importante começar com duas vitórias, pois estamos em um grupo difícil. Os letões fizeram uma semifinal no último torneio antes do Campeonato Mundial e contam com um atleta medalhista olímpico no time, então era um duelo duro", completou Alison, que no último sábado havia estreado ao lado de Bruno com um triunfo arrasador sobre uma parceria da Moçambique.

Desta vez, Alison se destacou como maior pontuador do duelo, com 23 ao total, sendo 18 deles por meio de ataques, quatro em bloqueios e um somado com um ace. Mas não foram apenas os campeões olímpicos que brilharam pelo Brasil nesta segunda-feira. Álvaro Filho/Saymon e Pedro Solberg/Guto também superaram seus respectivos adversários para manterem o País com 100% de aproveitamento na competição masculina.

Álvaro e Saymon superaram os austríacos Christoph Dressler e Thomas Kunert por 2 sets a 0, com duplo 21/17, em 41 minutos, pelo Grupo A, enquanto Pedro e Guto fecharam o dia de triunfos brasileiros ao derrotarem outra parceria da casa, Robin Seidl e Tobias Winter, batidos com parciais de 21/19 e 21/14.

Assim, Álvaro e Saymon também irão jogar na próxima quarta-feira pela ponta desta chave em duelo diante dos Diaz e Gonzalez. A mesma situação será vivida no mesmo dia por Pedro e Guto, que buscarão assegurar o topo do Grupo H em confronto com os norte-americanos Theo Brunner e Casey Patterson.

Pelo regulamento do Mundial, os dois primeiros colocados de cada uma das 12 chaves e os quatro melhores terceiros colocados avançam à fase seguinte, enquanto os outros oito times que ficarem em terceiro lugar em seus grupos atuarão entre si em uma repescagem que definirá mais quatro duplas classificadas. Essas últimas completarão o total de 32 equipes que estarão presentes na primeira etapa de mata-mata. A partir daí, o formato de disputa será eliminatório até a decisão e a briga pela medalha de bronze.

Nesta terça-feira apenas uma dupla do Brasil estará em ação na disputa masculina do Mundial. Evandro e André Stein, que também somam duas vitórias em dois jogos, encaram os mexicanos Virgen e Ontiveros em duelo que valerá a liderança do Grupo D.

Tudo o que sabemos sobre:
vôlei de praia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.