Gustavo Oliveira/Atlético-PR
Gustavo Oliveira/Atlético-PR

Arena da Baixada terá capacidade para receber 26 mil pessoas na Liga Mundial

Estádio receberá fase final do campeonato de vôlei de seleções

Estadão Conteudo

09 de março de 2017 | 21h58

A fase final da Liga Mundial foi lançada oficialmente nesta quinta-feira, em entrevista coletiva realizada na Arena da Baixada, palco da etapa decisiva do torneio, com seus organizadores dando detalhes da competição e de como será a estrutura para receber o público. E a expectativa é de que o torneio atraia quase 26 mil torcedores ao estádio do Atlético Paranaense.

A organização vau montar uma mini arena para 3.148 espectadores próximo à quadra. Além disso, a arquibancada superior terá 22.716 lugares, atingindo uma capacidade total de 25.864 lugares para os jogos da fase final, agendados para o período de 4 a 8 de julho. A montagem da quadra se iniciará em 24 de junho, enquanto a desmontagem deverá estar concluída em 11 de julho.

"É uma grande alegria, uma satisfação, poder receber esse evento, na nossa casa, no Clube Atlético Paranaense, que nesse momento não é só nosso, mas de todos os paranaenses. É preciso ter multieventos, shows, UFC, e essa relação com esporte é fundamental. O vôlei passou a ser o segundo esporte nacional e esse evento vai ultrapassar os nossos limites de país e ser assistido no mundo todo. Temos que trabalhar e ser referência ano esporte. Vamos ter a competência e criatividade de harmonizar futebol e vôlei", afirmou Luiz Sallim Emed, presidente do Atlético-PR.

Presidente da Comissão de Atletas da Federação Internacional de Voleibol, o ex-jogador Giba destacou a sua forte ligação com Curitiba e a importância da realização da fase final da Liga Mundial para a capital paranaense.

"Comecei a jogar vôlei aqui nessa cidade e vou sofrer bastante em ver esse evento pela vontade de estar dentro de quadra", brincou o ex-jogador. "O voleibol é um esporte de família e faz uma família mais forte. Aqui, todos têm que se unir nesse movimento do voleibol, e um evento como esse é fundamental para isso", complementou.

A Liga Mundial será o primeiro torneio da seleção sob o comando de Renan Dal Zotto. O Brasil fará sua estreia na Liga Mundial no dia 2 de junho, contra a Polônia, em Pesado, na Itália. Depois, na mesma cidade, enfrentará o Irã e a anfitriã Itália. Na segunda fase, os brasileiros vão encarar canadenses poloneses e búlgaros em Varna, na Bulgária. Na sequência, os adversários serão novamente a Bulgária, Sérvia e a anfitriã Argentina, em Córdoba.

Por ser sede da fase final, a seleção brasileira masculina está automaticamente garantida nesta disputa decisiva, que reunirá também as cinco melhores equipes da fase classificatória.

Será a segunda vez que a Arena da Baixada receberá jogos de vôlei. Em setembro do ano passado, o estádio sediou amistoso da seleção com Portugal, que marcou a despedida do líbero Serginho. Na ocasião, 33 mil pagantes registraram presença na partida disputada em uma das arenas da Copa do Mundo de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.