Paulo Pinto/AE - 15/3/2011
Paulo Pinto/AE - 15/3/2011

Assessor do governo de MG pede desculpas a Michael por caso de homofobia

Marcelo Garcia tenta apaziguar o clima tenso que toma conta do duelo Cruzeiro x Vôlei Futuro

estadão.com.br

07 de abril de 2011 | 14h54

SÃO PAULO - O chefe de assessoria da área de articulação, participação e parceria social do governo de Minas Gerais, Marcelo Garcia, tentou nesta quinta-feira apaziguar o clima tenso que toma conta da Superliga masculina. Ele ligou para o Vôlei Futuro e pediu desculpas pelo ocorrido com o jogador Michael na última sexta em Contagem (MG). Durante a partida contra o Sada/Cruzeiro, ele foi chamado de "bicha", em coro, por boa parte da torcida.

Michael ficou feliz com a manifestação e afirmou que admira Minas Gerais. O Vôlei Futuro ainda enviou uma mensagem agradecendo a atitude de Garcia.

Na quarta, as duas equipes haviam trocados farpas via comunicados divulgados pelas assessorias de imprensa. O Vôlei Futuro acusa o Cruzeiro de ter falhado na organização do evento, enquanto o time mineiro diz estranhar que as denúncias venham logo após uma derrota em confronto importante.

Após o episódio polêmico, as duas equipes voltam a se enfrentar neste sábado, às 10 horas, em Araçatuba (SP). O Vôlei Futuro precisa do resultado positivo para forçar o terceiro confronto, enquanto o Cruzeiro estará na final caso vença novamente o adversário.

Veja também:

linkVôlei Futuro rebate acusação de confusões do Sada/Cruzeiro

linkSada/Cruzeiro minimiza homofobia contra Michael e ataca o Vôlei Futuro

som ESTADÃO ESPN - Se ficar calado, todo mundo vai achar que é normal, diz Michael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.