Banespa prepara mais uma surpresa

O técnico Mauro Grasso, do Banespa, acha que a vitória de seu time na primeira partida do playoff semifinal da Superliga Masculina de Vôlei não abalou a confiança do rival, o Telemig Celular/Minas. O Banespa surpreendeu, quebrou uma invencibilidade de 26 jogos do Minas e abriu a série melhor-de-cinco jogos com uma vitória por 3 sets a 0. O time ganhou moral para a segunda partida, neste domingo, às 17 horas, no Ginásio Pio 12, em Belo Horizonte. Mauro preocupa-se com o equilíbrio, principalmente psicológico, do grupo. "Não quero que eles se sintam muito empolgados nem que um eventual resultado negativo deixe a equipe abatida." Para vencer o Minas na quadra adversária o treinador observa que o saque forçado tem de continuar saindo. Acha que foi esse o fundamento determinante na vitória. "Mas só isso não basta. Temos de crescer, aperfeiçoar ainda mais cada fundamento para vencer o Minas." O levantador Maurício já deixou a quadra do Banespa, em São Paulo, dizendo que o seu time deveria esquecer a derrota. O atacante Henrique afirma que a receita para empatar o playoff é simples. "Temos de jogar." O jogador acha que o Minas não mostrou o mesmo vôlei de toda a Superliga. "Sacamos bem, mas o nosso bloqueio falhou. A verdade é que podemos ser mais eficientes, como nas partidas anteriores." O técnico Cebola, do Minas, deverá ter Douglas Cordeiro, Ezinho, Maurício, Giba, André e Henrique. O Banespa vai jogar com Gustavo, Leandro, Joel, Dirceu, Axé e Balu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.