Bernardinho: cobrança é no dia-a-dia

"A cada dia que passa estamos evoluindo e conquistando os títulos. Com isso, a responsabilidade aumenta e a cobrança sobre o grupo cresce. Sabemos que somos capazes e nos cobramos muito por isso. Porém, não poderemos vencer sempre", observa o técnico Bernardo Rezende, cauteloso mesmo depois de ter conquistado seu quinto título com a Seleção Brasileira Masculina de Vôlei, em cinco finais disputadas. Dessa vez a vitória foi na noite de domingo, sobre os cubanos, pela Copa América, em Buenos Aires, por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 25/23. Agora, os jogadores brasileiros voltam a seus clubes e em novembro participam da Copa do Mundo do Japão.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.