Bernardinho destaca força coletiva da seleção brasileira

O técnico Bernardinho acredita que a força coletiva foi o fator fundamental na classificação do Brasil para a final da Liga Mundial, após a vitória por 3 sets a 0 sobre a Rússia, neste sábado, em Belgrado, na Sérvia. "Não tivemos apenas um destaque. O Giba foi bem e marcou muitos pontos. O Sidão também esteve num ótimo dia. O Serginho defendeu muitas bolas. O Murilo e o Lucas foram sempre muito importantes para o time, além do Bruno, que fez rodar o time. Todos mereceram essa vitória", analisou o treinador.

AE, Agencia Estado

25 de julho de 2009 | 16h28

Bernardinho se mostrou satisfeito por ter conseguido manter a principal característica da equipe, mesmo após uma grande renovação - do time vice-campeão olímpico em Pequim, no ano passado, apenas cinco jogadores estão na Liga Mundial de 2009: Giba, Murilo, Bruno, Sergio Escadinha e Rodrigão.

"Jogamos dentro do que planejamos. Fizemos tudo que nos foi pedido e isso fez a diferença. Mostramos que somos um grupo forte, acho que essa geração tem esse espírito", afirmou Giba, capitão do time e um dos melhores jogadores da partida, com 16 pontos. "Estou muito feliz, mas, sinceramente, não esperava um resultado tão dilatado. Jogamos uma partida quase sem erros, contra um dos melhores saques do mundo", comemorou.

Em seu primeiro torneio como titular, Bruno vê o time muito unido. "Nosso trabalho e nossa dedicação estão rendendo frutos. Nosso grupo está querendo muito vencer e os resultados estão vindo", pregou o filho de Bernardinho. O meio-de-rede Sidão, que substituiu o machucado Rodrigão, acha que fez uma das melhores partidas de sua vida. "Entrei muito concentrado e procurei sempre dar o meu máximo. Sei que errei e acertei, mas isso é do jogo e o importante foi que mostrei vontade para ajudar o time", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasilBernardinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.