Bernardinho diz ainda estar montando a seleção de vôlei para Liga Mundial

Segundo ele, jogadores chegam em diferentes estágios físicos e técnicos e precisam se uniformizar

BRUNO LOUSADA, Agência Estado

19 de maio de 2011 | 13h26

SAQUAREMA - A seleção brasileira masculina de vôlei estreia na semana que vem na Liga Mundial, mas o técnico Bernardinho revelou nesta quinta-feira que ainda está montando o time. Segundo ele, o trabalho de preparação é para deixar o grupo mais homogêneo, porque os jogadores se apresentaram em diferentes estágios físicos e técnicos - o ponteiro Dante, por exemplo, ainda nem se juntou aos companheiros nos treinos em Saquarema (RJ).

"Temos que reconstruir o time, porque os jogadores chegam em diferentes níveis de estágio de preparação física. Por isso, esse período do trabalho é bom para estarmos juntos, conversar e treinar", afirmou Bernardinho, que, diante desse cenário, prevê dificuldades para o Brasil na disputa da primeira fase da Liga Mundial.

Em busca de seu 10º título da Liga Mundial - já é recordista de conquistas na competição -, o Brasil estreia contra Porto Rico, nos dias 27 e 28 de maio, em San Juan. Ainda na primeira fase, a seleção jogará contra Estados Unidos e Polônia. "É um grupo equilibrado", avisou Bernardinho, prevendo "dificuldades" contra os porto-riquenhos.

A delegação viaja na segunda-feira para Porto Rico, mas Bernardinho ainda não definiu o time para a estreia. Apesar disso, o levantador Bruno deve estar entre os titulares, e mostra muita motivação para mais uma temporada da seleção. "Somos brasileiros e queremos ganhar sempre. Somos o time a ser batido", explicou o jogador.

Para Giba, um dos mais experientes da atual seleção, a motivação para trabalhar e manter o Brasil no topo do vôlei mundial é um dos trunfos do time montado por Bernardinho. "O grupo é excelente. Estamos treinando forte e todos estão se ajudando. Para mim, é sempre como se fosse a primeira vez", disse o ponteiro de 34 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBernardinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.