Bernardinho lamenta preparação curta para Liga Mundial

A seleção brasileira masculina de vôlei embarca na noite desta segunda-feira para a sua estreia na Liga Mundial, fora de casa, contra Porto Rico, com o técnico Bernardinho lamentando o curto período de preparação para o torneio. Os jogos serão disputados na sexta-feira e no sábado, no Coliseu Roberto Clemente, na cidade de San Juan, e o treinador prevê duelos difíceis no início da campanha em busca do décimo título da competição. O Brasil já enfrentou os caribenhos nove vezes e perdeu apenas uma, no ano passado, na Copa Pan-Americana, na qual foi representado por uma seleção de novos.

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 12h54

"Não tivemos o tempo ideal para nos preparar e isso é sempre um motivo de preocupação. A seleção de Porto Rico disputou as principais competições internacionais nos últimos anos e está em momento de crescimento no cenário mundial. É um time que joga em alta velocidade e conta com um excelente atacante, o oposto Soto, que já defendeu clubes da Itália e da Rússia. Além disso, eles enfrentarão o Brasil como francoatiradores e qualquer time que atue sem a responsabilidade de vencer torna-se perigoso", afirmou.

Para o duelo com Porto Rico, Bernardinho relacionou 14 jogadores: os levantadores Marlon e Bruno, os opostos Leandro Vissotto e Theo, os centrais Gustavo, Rodrigão, Lucas e Sidão, os ponteiros Giba, Murilo, João Paulo Bravo e João Paulo Tavares e os líberos Sérgio e Mario Junior.

DANTE - Enquanto o Brasil segue para Porto Rico, Dante chegou ao Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), para iniciar a sua preparação para as competições da seleção nesta temporada. O ponteiro foi liberado por Bernardinho das primeiras atividades da equipe para ter duas semanas de férias após o fim da temporada russa.

"Este ano terá um grande número de torneio em um curto espaço de tempo e sabemos que temos jogar 100% em todos eles. Por isso, precisaremos estabelecer objetivos e o primeiro deles será a Liga Mundial. Vamos primeiro buscar a classificação para a Fase Final para depois tentarmos chegar à decisão mais uma vez", afirmou.

Dante ainda não sabe quando poderá estar pronto para defender o Brasil na Liga Mundial. "Ainda não sei quando estarei em condições de jogar, mas quero estar em quadra logo. É sempre uma honra enorme representar o Brasil nas competições e estou ansioso para começar logo a jogar", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasilBernardinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.