Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bernardinho mostra preocupação com os rivais do Brasil

Treinador se mostra satisfeito com a campanha da seleção brasileira na fase classificatória da Liga Mundial

Agencia Estado

19 de julho de 2009 | 14h48

O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Bernardinho, sempre exigente, ficou muito satisfeito com a campanha da equipe na fase de classificação da Liga Mundial - foi a melhor de todas com 11 vitórias e apenas uma derrota. Queda, aliás - para a Finlândia, fora de casa -, que foi a única lamentação do treinador.

Veja também:

linkBrasil bate Venezuela e entra com moral nas finais da Liga

Na fase final, que será nesta semana em Belgrado (Sérvia), o Brasil terá pela frente Cuba (quinta-feira) e Argentina (sexta). As semifinais e final serão no fim de semana. Bernardinho considera que a seleção terá um desafio muito difícil.

"A Argentina vem demonstrando grande valor, tem um ótimo técnico, o ex-levantador Weber, e está no caminho certo para voltar a se posicionar entre as mais fortes equipes do cenário mundial. Já Cuba tem uma força física impressionante, conseguiu a classificação dentro de um grupo difícil e chegou à fase final por mérito próprio. Temos que pensar que nosso próximo objetivo é chegar à semifinal, ou seja, ficar entre os quatro para depois pensar além", analisou.

O mais experiente da equipe, o capitão Giba disse que a disputa da fase final sempre mexe mais com os jogadores. "Mesmo com tantos anos de quadra ainda sinto aquele frio na barriga, o que é ótimo, pois, do contrário, já teria parado de jogar", declarou o jogador.

A utilização de vários jogadores na fase de classificação foi destacada pelo capitão. "Deu para ver que aqueles que não estavam começando os jogos estão aptos a entrarem a qualquer momento e jogarem tão bem quanto os outros".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.