André Lessa/AE - 10/06/2012
André Lessa/AE - 10/06/2012

Bernardinho revela incômodo com indefinição na Liga Mundial

Brasil ficou em segundo lugar no Grupo B e agora espera outras equipes concluírem primeira fase para saber se vai se classificar

estadão.com.br,

21 de junho de 2012 | 17h34

SÃO PAULO - Três derrotas em quatro jogos diante da Polônia custaram caro à seleção brasileira masculina de vôlei, que treina em São Paulo sem saber do seu futuro. Só daqui a dois fins de semana é que o time do técnico Bernardinho vai saber se terá conseguido a classificação para a fase final da Liga Mundial. Até lá, tudo que tem a fazer é esperar os jogos dos outros grupos.

A situação incomoda ao técnico Bernardinho. "A ideia inicial na temporada era a classificação para as finais da Liga Mundial e, momentaneamente, não estamos lá. Se temos um objetivo e, em um primeiro momento, não conseguimos alcançá-lo, isso incomoda. E acho que tem que ser assim para que possamos trabalhar ainda mais com o intuito de reverter a situação", afirma o técnico da seleção.

O Brasil terminou o Grupo B da Liga Mundial atrás da Polônia, que venceu três confrontos diretos, incluindo o último jogo, que valia a classificação direta ao vencedor. O mau momento, porém, pode proporcionar um tempo maior de treinamentos visando a Olimpíada de Londres.

"Não classificar seria uma nota negativa no nosso trabalho, claro, mas o objetivo principal é Londres. Poder trabalhar mais, dar uma carga de treinamento maior aos jogadores e recuperar alguns, seria bom. Portanto, se pudermos utilizar esse tempo de uma forma ainda mais inteligente e produtiva, vamos fazer. Mas é óbvio que queremos ir para as finais", analisou o técnico.

Grande nome da seleção brasileira neste ciclo olímpico, Murilo não tem dúvidas ao escolher entre treinar ou disputar a fase final da Liga. "Treinar, poder recuperar e ficar concentrado é excelente, mas ir para a fase final da Liga Mundial é ainda melhor. Assim, poderíamos pegar ainda mais ritmo de jogo, já que lá estarão prováveis semifinalistas dos Jogos Olímpicos. Por isso, às vésperas de uma edição de Olimpíada, eu preferiria jogar."

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga Mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.