Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Bia vê seleção de vôlei em evolução para o Pré-Olímpico em Uberlândia

Entre esta quinta-feira e sábado, as rivais serão, pela ordem, Camarões, Azerbaijão e República Dominicana

Redação, Estadão Conteúdo

30 de julho de 2019 | 20h15

A seleção brasileira feminina de vôlei terá nesta semana a competição mais importante da temporada de 2019. No ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), as comandadas do técnico José Roberto Guimarães terão pela frente o Pré-Olímpico, que dará uma vaga aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, no Japão. Entre esta quinta-feira e sábado, as rivais serão, pela ordem, Camarões, Azerbaijão e República Dominicana. A melhor após três rodadas se classifica.

Um dos destaques da seleção após ser eleita a melhor central da última edição da Liga das Nações - o Brasil foi vice-campeão -, Bia afirmou que o time está em evolução. A estreia será contra as africanas, nesta quinta-feira, às 14h15.

"Chegamos na semana mais importante da temporada. O nosso principal objetivo desse ano é o Pré-Olímpico. Nossa equipe cresceu muito e evoluímos bastante na Liga das Nações. Acredito que estamos bem preparadas. Teremos três jogos e precisamos de três vitórias. Trabalhamos a cada dia para buscar isso. Vamos fazer nossa primeira partida contra Camarões. Precisamos entrar em quadra concentradas e vamos ter que pensar jogo a jogo buscando essa classificação para Tóquio", disse a jogadora de 27 anos.

Bia ressaltou a importância de jogar diante do público brasileiro nesta busca pela vaga olímpica. "A torcida brasileira é muito apaixonada por voleibol e eles vão nos ajudar bastante. Os torcedores de Uberlândia apoiam o tempo todo e vão nos ajudar a cada ponto. Acredito que o ginásio vai estar lotado e jogar no Brasil é sempre uma vantagem", afirmou.

A central também comentou sobre seu bom momento e falou do prêmio de melhor central da Liga das Nações.

"Comecei a temporada abaixo do esperado, mas no dia a dia consegui buscar uma melhor forma. Acredito que ainda estou evoluindo e sei que preciso crescer. Na Liga das Nações melhorei a cada etapa da competição. Fiquei feliz com o prêmio de melhor bloqueio e espero poder transferir isso também para essa competição", explicou.

MASCULINO

Na semana seguinte, em Varna, na Bulgária, será a vez da seleção masculina buscar a classificação aos Jogos de Tóquio-2020. Nesta terça-feira, os comandados do técnico Renan Dal Zotto viajou para a cidade de Katowice, na Polônia, onde disputará um torneio que servirá como preparação final para o Pré-Olímpico.

O quadrangular que dará a vaga a apenas uma das seleções da chave será de 9 a 11 de agosto contra Porto Rico, Egito e Bulgária. O Brasil estará na disputa com o mesmo grupo que disputou a fase classificatória da Liga das Nações neste ano: os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza, Flávio e Isac; os ponteiros Leal, Lucarelli, Douglas e Maurício Borges; e os líberos Thales e Maique.

"Tivemos uma boa semana de treinamentos em Saquarema (RJ) e vamos chegar ainda mais fortes depois deste torneio na Polônia. Vamos enfrentar fortes seleções e isso será importante para a disputa do classificatório. Sabemos das dificuldades que vamos enfrentar na Bulgária, em especial contra os donos da casa, mas nosso time chega com o foco total no objetivo de garantir a vaga desde agora", afirmou Renan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.