JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Bicampeã olímpica critica ranking do vôlei: 'Ficou discriminatório'

Atleta, que está sem clube, diz que CBV é culpada pela manutenção do sistema

Entrevista com

Sheilla

Nathalia Garcia, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2017 | 17h00

Como foi a decisão de entrar com o processo judicial?

A gente não queria que tivesse chegado a esse ponto, queria ter resolvido de outra maneira. Mas a gente já briga contra o ranking há muito tempo e nunca nos ouviram, nunca nos levaram a sério. A gente teve de tomar essa medida.

A manutenção do ranking só para atletas de 7 pontos foi a gota d'água?

Ficou discriminatório. Continuou um sistema que te limita e não te dá liberdade de escolha. A gente se uniu, não depende de mais ninguém para lutar contra o ranking.

Como vê o fato de os clubes terem votado pela manutenção do ranking?

A CBV sempre joga a culpa nos clubes, mas quem chancela a decisão é ela. Quem criou o ranking foi a CBV, quem divulga o ranking é a CBV, quem faz a Superliga é a CBV. Ela é diretamente culpada.

O quanto isso dificulta a sua volta ao vôlei?

Dificulta bastante, minha intenção é jogar no Brasil. Mas a gente vai conseguir reverter isso, tenho esperança. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.