Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Bicampeã olímpica, Jaque volta à seleção para atuar como líbero

Jogadora do Hinode Barueri é convocada pelo técnico José Roberto Guimarães

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2018 | 19h27

O técnico José Roberto Guimarães convocou a ponteira Jaqueline, do Hinode Barueri, para os treinamentos da seleção brasileira feminina de vôlei. Só que a atacante bicampeã olímpica vai atuar como líbero na equipe. Por outro lado, duas jogadoras pediram dispensa do time: a levantadora Fabíola e a líbero Léia.

+ Sesc-RJ sai na frente na decisão da Superliga feminina de vôlei

As duas atletas alegaram motivos pessoais para abrirem mão da seleção. Por enquanto, Zé Roberto não deve chamar ninguém para o lugar delas. Ao final da Superliga feminina, que terá no domingo sua última partida, entre Dentil/Praia Clube e Sesc RJ, o comandante da seleção deve convocar algumas atletas.

 

Na nova posição, Jaqueline segue os passos de seu marido Murilo, que também era ponteiro e vem atuando como líbero no Sesi-SP, que está na final da Superliga masculina. Os dois sempre foram elogiados por causa do bom passe. Agora, Jaque terá um novo desafio e espera se firmar na seleção e ajudar o Brasil na Liga das Nações.

Jaque vai se juntar ao grupo da seleção na próxima segunda-feira, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). O Brasil estreia na Liga das Nações no dia 15 de maio, em Barueri, e depois vai para a segunda etapa na Turquia. A competição, que entrou no lugar do Grand Prix, só é menor em importância neste ano que o Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.