Fivb/Divulgação
Fivb/Divulgação

Bicampeã olímpica, Jaqueline anuncia aposentadoria da seleção brasileira de vôlei

Além das medalhas de ouro, ponteira também participou da conquista de cinco títulos do Grand Prix

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 13h54

A ponteira Jaqueline, de 34 anos, anunciou nesta sexta-feira em sua conta do Instagram a aposentadoria da seleção brasileira de vôlei após 18 anos. Ela encerra seu ciclo como uma das atletas mais vitoriosas do vôlei nacional.

+ Técnico da seleção feminina destaca bom ritmo das dominicanas na véspera de duelo

+ Sem Maurício Borges, Renan convoca seleção masculina para a disputa do Mundial

Jaqueline é bicampeã olímpica dos Jogos de Pequim-2008 e Londres-2012. Também foi fundamental nos cinco títulos do Grand Prix, na taça da Copa dos Campeões e nas duas medalhas de prata e uma de bronze do Mundial.

"Após pensar muito, decidi me dedicar neste momento a novos projetos, e à minha família. Quero acompanhar o meu pequeno. Foram 18 anos na seleção brasileira de muito amor e dedicação, que me renderam muitas histórias, alegrias e amizades que levarei para toda a vida. Agradeço a toda equipe e comissão técnica pelos anos de apoio, carinho e profissionalismo. E claro, à torcida brasileira e todos os meus fãs, que sempre me acompanharam. Agradeço a Deus por toda oportunidade e carinho que vocês têm por mim. Tudo que pude fazer eu fiz com muito amor", declarou.

A última participação de Jaqueline pela seleção brasileira foi na Liga das Nações, competição que substituiu o Grand Prix e terminou no dia primeiro. A ponteira foi convocada para função de líbero, mas teve poucas chances de entrar em quadra. A equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães terminou o torneio em quarto lugar.

 

GRATIDÃO.... Amores, após pensar muito, decidi me dedicar neste momento a novos projetos, e a minha Família. Quero acompanhar o meu pequeno - que está crescendo rápido - mais de pertinho.☺️ Foram 18 anos na Seleção Brasileira de muito amor e dedicação, que me renderam muitas histórias, alegrias e amizades que levarei para toda a vida. Agradeço a toda equipe e comissão técnica pelos anos de apoio, carinho e profissionalismo. E claro, a torcida brasileira e todos os meus fãs, que sempre me acompanharam! Agradeço a Deus por toda oportunidade e carinho que vcs tem por mim...❤️ tudo que pude fazer eu fiz com muito amor! Hoje conto com detalhes esta decisão em bate-papo com a querida @MariPalma no Globo Esporte. Não percam. Em breve novidades ;) #gratidão #brasil #amovcs #estoufeliz #sonoclube #amovolei #voleibol #volei #jaquelovers #jaquefãs #jaquelibero #jaqueatacante #jaqueponteira #jaquevolei #missaodada #é #missaocumprida #eterna8

Uma publicação compartilhada por Jaque Carvalho (@jaqueline) em

O momento da decisão, de certa forma, é surpreendente, porque acontece a apenas pouco mais de dois meses do Campeonato Mundial que será disputado entre 29 de setembro e 20 de outubro no Japão. Na quinta-feira, Zé Roberto anunciou as primeiras convocadas para defender o Brasil.

Jaqueline ficou de fora da lista inicial, que contou com a levantadora Roberta, a oposta Tandara, as centrais Adenízia, Carol e Bia, as ponteiras Gabi, Natália, Amanda, Drussyla e Rosamaria e a líbero Gabiru. Todas disputaram a Liga das Nações.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.