Divulgação/CBV
Divulgação/CBV

Brasil acerta detalhes antes da fase final da Liga Mundial

Seleção do técnico Bernardinho encara a Venezuela duas vezes neste fim de semana em Belo Horizonte

16 de julho de 2009 | 18h07

Já classificada para as finais da Liga Mundial 2009, a seleção brasileira masculina de vôlei aproveitará as partidas contra a Venezuela para fazer os últimos acertos na equipe antes da viagem para a Sérvia, onde disputará as finais da competição entre os próximos dias 22 e 26. No próximo sábado e domingo, brasileiros e venezuelanos estarão frente a frente no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, a partir das 10 horas.

O time comandado pelo técnico Bernardinho fez nesta quinta-feira o primeiro treino no local dos jogos. Já sabendo de que terá casa cheia nas duas partidas do fim de semana, a equipe brasileira espera levar a energia positiva da torcida mineira para os confrontos finais na Europa, para buscar o oitavo título da Liga Mundial.

"Esse clima positivo da torcida mineira é importante para fortalecer o espírito da nossa equipe. Com certeza, esta nova geração entrará num Mineirinho lotado e toda essa força que os torcedores nos passam é importante para termos a consciência da importância que é representar o Brasil", destacou o levantador Marlon.

Para o jogador, um dos mais experientes do grupo, a decisão da Liga Mundial será o primeiro grande teste da equipe. "Este grupo precisa de um grande teste. E a busca por este título será uma oportunidade para vermos como realmente estamos. Enfrentaremos equipes de alto nível técnico. E cada partida será importante porque é um passo a mais em direção ao título. Esses dois jogos contra a Venezuela serão importantes para fazermos os últimos acertos e acabar de vez com qualquer insegurança que exista", afirmou o atleta, que completará 32 anos no próximo dia 27.

Campeão olímpico, Giba - que forma junto com o líbero Serginho e o central Rodrigão o trio de atletas mais experientes deste novo grupo - também acredita que as finais na Sérvia serão um divisor de águas para esta nova geração. "Agora é que vamos ver como nós estamos em comparação com as demais potencias. Os melhores times estarão frente a frente. Será um teste de peso para essa garotada", disse.

Já o técnico Bernardinho lembra que, apesar das partidas, teoricamente, não terem valor algum, os desafios contra a Venezuela são importantes para a formação do grupo.

"Já estamos classificados, mas precisamos manter os pés no chão. Estamos conscientes de que temos muito que ajustar na equipe. Não podemos nos iludir com números e estatísticas. Queremos fazer os últimos testes e ajustes. Nossa intenção é ganhar esses dois confrontos e dar esta alegria para a torcida mineira, uma das mais fanáticas de todo o Brasil", observou o treinador.

Sobre as finais, o treinador lembra que o primeiro objetivo foi alçando. "Nossa meta inicial era chegar à decisão. Agora que a alcançamos, podemos ir em busca de um algo a mais, um lugar no pódio ou quem sabe o título", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.