Brasil bate a França por 3 sets a 0 na Liga Mundial

Brasileiros voltam a mostrar muita força na partida em Belo Horizonte que marca o retorno de Giba

Redação,

12 de julho de 2008 | 11h56

A seleção brasileira de vôlei masculino voltou a vencer neste sábado na Liga Mundial. No ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, o Brasil bateu a França por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/17 e 27/25. No domingo, as duas equipes voltam a se enfrentar no mesmo local, a partir das 10h.Com o triunfo, o time comandado pelo técnico Bernardinho assumiu a liderança isolada do Grupo A da competição, com 16 pontos. Os franceses estão em segundo, com 15, na frente da Sérvia (13) e da Venezuela (10). O Brasil já está classificado para a fase final da competição, que acontecerá no Rio de Janeiro, por ser o país-sede.O jogo deste sábado marcou a reestréia do craque Giba, que devido a uma contusão ainda não havia participado da Liga Mundial neste ano. Com isso, a seleção entrou em quadra com a equipe que pode ser considerada titular: Marcelinho, André Heller, Giba, André Nascimento, Gustavo, Dante e o líbero Serginho.A seleção brasileira busca conquistar a Liga Mundial pela oitava vez na história e pela sexta vez consecutiva. Se ganhar a taça, igualará o número de títulos da Itália.PARTIDANa partida deste sábado, a França deu mais trabalho no primeiro set, quando a equipe brasileira demonstrou uma certa instabilidade. Quando se acertou em quebra, o Brasil deixou claro que dificilmente deixaria a vitória escapar.Os franceses estiveram na frente durante boa parte do primeiro set, mas um bloqueio de Dante empatou o jogo em 19 a 19 e depois disso o Brasil partiu para a vitória.As entradas do levantador Bruno e do atacante Anderson deram mais qualidade a equipe no fim do primeiro set. Já no segundo set, os brasileiros jogaram com mais tranqüilidade e não tiveram muitas dificuldades para superar o adversários.Já o terceiro set foi muito equilibrado e só decidido nos pontos finais, quando o Brasil mais uma vez demonstrou muita concentração e poder de decisão. No final, 27 a 25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.