Brasil bate Japão e confirma vaga na semifinal da Liga Mundial

Técnico Bernardinho ainda poupou os titulares na vitória por 3 sets a 0, seleção enfrenta os EUA neste sábado

Pedro Fonseca, Reuters

25 de julho de 2008 | 11h36

A seleção brasileira de vôlei garantiu vaga às semifinais da Liga Mundial nesta sexta-feira, ao bater os japoneses por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/23 e 25/15. A equipe japonesa, convidada de última hora para o torneio disputado no Maracanãzinho, ameaçou a seleção brasileira apenas no segundo set. Com o cruzamento de Grupos, o time do técnico Bernardinho enfrentará os EUA neste sábado, pela semifinal. Veja também: Jogadores elogiam qualidade do banco após vitória  Sérvia vence Polônia e se classifica às semifinais da Liga Mundial Os atuais campeões olímpicos, que buscam o oitavo título da Liga, puderam aproveitar a partida contra o fraco adversário para dar ritmo aos reservas e poupar os titulares, como o capitão Giba, que atuou apenas no primeiro set e depois passou a espectador. Todos os jogadores brasileiros, com exceção do líbero Sérginho, pontuaram na partida, com destaque para Murilo e Dante, que lideraram o ataque do Brasil com 9 pontos cada um. O Brasil agora espera o segundo jogo da rodada, entre Sérvia e Polônia, para conhecer seu rival na semifinal. Como primeira de sua chave, à frente da Rússia, a seleção brasileira enfrentará no sábado o segundo colocado do outro grupo. Além de sérvios e poloneses, os Estados Unidos também têm chances de classificação. Sérvia e Polônia estão no grupo do Brasil nas Olimpíadas de Pequim, assim como a Rússia, que a seleção já venceu na estréia na fase final da Liga Mundial, no Maracanãzinho. EUA e Japão estão na outra chave olímpica. O JOGO Depois de um passeio brasileiro no primeiro set, em que os japoneses fizeram apenas 7 pontos por seus próprios méritos, a seleção asiática conseguiu aproveitar-se de desatenções do Brasil na segunda parcial e abriu vantagem de 19/16. Ainda após o empate do Brasil em 19/19, o Japão continuou bem na partida e endureceu a parcial até o final, quando um bloqueio de Bruno garantiu a vantagem de 2 sets a 0 ao Brasil. No último set, quando o técnico Bernardinho colocou a equipe reserva em quadra, o Brasil não deu chances e fechou em 25/15. O Japão, que ficou apenas em o 3.º lugar de seu grupo na fase classificatória da Liga Mundial, com 5 vitórias e 7 derrotas, só foi convidado para disputar a fase final no Rio de Janeiro após recusas de Itália e Bulgária. A equipe já havia perdido também por 3 sets a 0 para a Rússia na quinta-feira. Os italianos, tradicionais adversários do Brasil e concorrentes à medalha de ouro na Olimpíada de Pequim, preferiram ficar treinando na Europa e evitar a desgastante viagem ao Brasil antes do embarque para os Jogos Olímpicos, que começam em duas semanas.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.