Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Brasil bate Porto Rico com facilidade e estreia com vitória no Mundial de Vôlei

Fernanda Garay se destaca com 12 pontos e comanda triunfo poro 3 sets a 0 em Hamamatsu, no Japão

Estadão Conteúdo

29 Setembro 2018 | 08h50

O Brasil largou bem no Mundial Feminino de Vôlei. Na madrugada deste sábado, após um início devagar, com certa oscilação, as brasileiras cresceram durante a partida, passearam no final e venceram Porto Rico com facilidade, por 3 sets a 0, com parciais de 27/25, 25/12 e 25/7. A partida foi disputada em Hamamatsu, no Japão.

O Brasil, que integra o grupo D, volta à quadra em busca do segundo triunfo seguido na madrugada deste domingo contra outro adversário caribenho: a República Dominicana. A partida será à 1h40 (de Brasília).

Na primeira fase da competição, quatro das seis melhores equipes de cada chave avançam. Todas as seleções carregam sua pontuação para a segunda etapa do torneio, que será disputada em dois grupos de oito equipes. Assim, a vitória na estreia tem ainda mais valor para a seleção brasileira.

O destaque brasileiro em quadra foi Fernanda Garay, maior pontuadora da partida, com 12 pontos. A campeã olímpica em Londres, em 2012, não jogava pelo time verde e amarelo desde os Jogos do Rio, em 2016. Natália, que voltou a jogar após sete meses, marcou 11 pontos, e Bia, com nove, também foram essenciais para o triunfo.

O primeiro dos três sets apresentou o pior desempenho da seleção brasileira. As comandadas de Zé Roberto começaram devagar, com problemas no passe e no posicionamento, muito por conta da falta de entrosamento da equipe, que demorou, mas se encontrou no set e na partida.

Diante das aguerridas porto-riquenhas, o Brasil precisou muito do talento de Gabi e Fernanda Garay para conseguir engrenar e não ser surpreendido pelo time caribenho, que mostrou muita vontade para salvar dois sets points - um deles que causou polêmica, já que houve invasão de quadra, exibida no desafio, mas ignorada pelo árbitro - mas careceu de técnica. No final, o placar marcou 27/25 para as brasileiras.

Mais à vontade na quadra, as brasileiras se aproveitaram dos erros sucessivos - alguns até primários - das porto-riquenhas, mostrou muita força no bloqueio, e venceu o segundo set com facilidade, por 25/12.

Se o segundo set foi tranquilo, o terceiro, que acabou sendo o último, foi um verdadeiro passeio do Brasil, que dominou o rival, muito nervoso e afobado, e abriu logo 15/0, sem piedade, na passagem de Carol no saque. No final, o time brasileiro fechou o jogo com autoridade, por 25/7 para confirmar a importante vitória na estreia do Mundial.

"Porto Rico jogou bem no primeiro set, nós cometemos alguns erros. Foram seis erros de saque. E o contra-ataque demorou a sair. Achei o time nervoso no primeiro set, depois as coisas se acertaram. Fizemos um segundo set melhor, e o terceiro melhor ainda. Senti o time mais equilibrado em quadra, mais tranquilo. Jogo de estreia é sempre assim, um pouco acima da rotação de energia até as coisas começarem a sair naturalmente", avaliou o técnico Zé Roberto, que aproveitou o final da partida para dar rodagem a algumas jogadoras. Apenas Adenízia não jogou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.