Divulgação
Divulgação

Brasil cai e sofre primeira derrota no ano no vôlei feminino

Seleção brasileira vinha de uma sequência de 16 vitórias em 2013

AE, Agência Estado

10 de agosto de 2013 | 20h33

MAYAGUEZ, PORTO RICO - A seleção brasileira feminina de vôlei amargou neste sábado, em Mayaguez (Porto Rico), a perda de sua invencibilidade no ano ao cair diante da Bulgária por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 25/21, 20/25 e 25/21, em confronto válido pelo Grand Prix.

Atual campeã olímpica, a equipe nacional acumulava um total de 16 vitórias na temporada, mas desta vez não conseguiu segurar a seleção búlgara. Neste domingo, o time comandado por José Roberto Guimarães volta à quadra para enfrentar Porto Rico, às 18 horas (de Brasília), quando buscará o seu quinto triunfo em seis partidas neste Grand Prix.

O Brasil travou quatro sets equilibrados com a Bulgária, mas teve uma atuação instável, na qual cedeu 23 pontos em erros para as adversárias. Fernanda Garay terminou o duelo como maior pontuadora, com 18 pontos, mas o desempenho coletivo do adversário foi mais sólido.

Fabiana, Monique e Juciely, com respectivos 13, 12 e 11 pontos cada uma, estiveram regulares pelo lado brasileiro, mas não tiveram como evitar o revés após a perda dos dois primeiros sets iniciais, nos quais Sheilla chamou a atenção ao não computar nenhum ponto. Após o desempenho pífio, a atacante foi sacada de quadra por Zé Roberto e não atuou nas duas parciais seguintes.

Pelo lado búlgaro, Dobriana Rabadzhieva foi a maior pontuadora, com 16 acertos, enquanto Strashimira Filipova veio logo atrás, com 14.

Essa é a fase classificatória do Grand Prix, dividida em três semanas. Na primeira, a seleção fez três jogos no Brasil, antes de agora jogar em Porto Rico. Depois, na semana seguinte, as brasileiras vão ao Casaquistão enfrentar Cuba, Holanda e as donas da casa. Os cinco melhores países deste estágio do torneio avançam para a fase final, no Japão, cuja equipe anfitriã já tem lugar garantido.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiGrand PrixBrasilBulgária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.