Volleyball World
Volleyball World

Brasil coloca três duplas nas semifinais do Mundial de Vôlei de Praia e garante medalha

Três duplas do país avançaram à semifinal: André/George, Vitor Felipe/Renato e Duda/Ana Patricia

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2022 | 19h38

O Brasil garantiu ao menos uma medalha no Mundial de vôlei de praia, em Roma, na Itália. Nesta sexta-feira, três duplas do país avançaram à semifinal: André/George, Vitor Felipe/Renato e Duda/Ana Patricia. O time feminino, que hoje ocupa o 16º lugar do ranking mundial, conseguiu o resultado mais expressivo ao eliminar por 24/22 e 21/14, nas quartas de final, Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes, 15ª dupla do ranking e atuais campeãs mundiais.

Na semifinal, às 11h (de Brasília) deste sábado, Duda e Ana Patricia vão encarar as medalhistas de bronze em Tóquio-2020: Joana Heidrich e Anouk Vergé-Dépré (sétimas do mundo), da Suíça. O outro duelo que vale vaga na decisão será entre Svenja Muller e Cinja Tillman, da Alemanha (3ª.), e Sophie Bukovec e Brandie Wilkerson, do Canadá (40ª).

MASCULINO

Em duelo brasileiro nas quartas quem levou a melhor foi a atual dupla número 1 do ranking mundial. André Loyola e George Wanderley derrotaram os compatriotas Bruno Schmidt e Saymon (40º) por 21/17 e 23/21. Agora enfrentarão os noruegueses Anders Mol e Christian Sorum, nonos do ranking e atuais medalhistas de ouro nos Jogos Olímpicos. Mol e Sorum foram responsáveis pela eliminação nas quartas dos brasileiros Alison e Guto (12º do mundo) por 23/21 e 21/13.

"Acho que o segredo é que a gente está tendo paciência. Independentemente de estar atrás ou na frente no placar, a gente está sempre mantendo a cabeça boa para o próximo ponto", afirmou George. "Esse jogo tinha um peso enorme, porque em 2019 nós perdemos nas quartas de final depois de estarmos com 14/11 no tie-break. Esse é um dos jogos que me faz perder o sono à noite", lembrou André, que foi campeão mundial em 2017.

Vitor Felipe e Renato Lima, que estão em 11º no ranking mundial, são a principal sensação da competição. Eles foram à semifinal ao derrotarem por 21/18 e 21/15 Nolvak e Tiisaar, da Estônia, sextos da classificação). Na busca pela decisão encararão os americanos Chaim Schalk e Theo Brunner (5º). Aos 31 anos, Vitor chega a sua primeira semifinal do Mundial em quatro tentativas. Já Renato, de 22 anos, está em seu primeiro mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
vôlei de praia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.