Brasil comemora título do Sul-Americano sobre Argentina

Depois de fazer a partida mais difícil deste Sul-Americano, a seleção brasileira masculina de vôlei comemorou na madrugada deste domingo o título e a hegemonia na competição continental. A equipe de Bernardinho sofreu, mas saiu de quadra com a vitória sobre a Argentina por 3 sets a 0, com parciais de 19/25, 25/20, 25/19, 24/26 e 15/10, em duas horas de partida.

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2013 | 09h45

Foi o único jogo em que os brasileiros perderam set no torneio disputado em Cabo Frio (RJ). Antes, haviam vencido Paraguai, Colômbia e Chile por 3 a 0. Os triunfos garantiram ao Brasil o 29º título nas 30 edições do Sul-Americano. Só não venceu em 1964, quando não participou da competição.

De quebra, o Brasil confirmou vaga na Copa das Campeões, a ser disputada no Japão, em novembro. Ao chegar a final, a equipe de Bernardinho já tinha garantido o lugar no Mundial da Polônia, no próximo ano.

"Estou muito feliz. É o primeiro título dessa nova geração que está se renovando e isso é muito importante. Sabíamos que esse jogo seria o mais difícil e fizemos uma partida bastante dura", festejou o líbero Mário Jr. "O pessoal esteve presente em todos os jogos e nos apoiou a todo instante. Isso foi importantíssimo na conquista do título", disse Bruninho.

De volta ao time, após três meses e meio, Sidão não escondeu a alegria pela conquista. "É gratificante demais ser campeão com boa atuação. Passei por momento difíceis, por uma cirurgia, mas tive a ajuda de muitas pessoas para me recuperar. Mais um campeonato, mais um título e ser campeão é sempre muito importante. Tive pouco tempo de preparação, mas sempre procurei trabalhar bem e com tranquilidade. Posso botar minha cabeça no travesseiro feliz, com o sentimento de dever cumprido", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSul-AmericanoBrasilArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.