Brasil comemora triunfo sobre Itália e evolução na Liga Mundial

Os jogadores da seleção brasileira masculina de vôlei deixaram a Tauron Arena, na cidade polonesa de Cracóvia, satisfeitos com o forte desempenho da equipe na vitória sobre a Itália, na estreia das duas equipes na fase final da Liga Mundial. O placar de 3 sets a 0 surpreendeu parte do elenco brasileiro.

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2016 | 18h19

"Nos preparamos desde a primeira semana em que estivemos juntos, em Saquarema (RJ), para chegar neste momento. Hoje foi um jogo, acho até que a Itália não jogou tão bem, mas nós conseguimos imprimir o nosso ritmo e depois tudo andou a nosso favor", comentou Maurício Borges, responsável por 11 pontos do Brasil.

Para o xará Maurício Souza, o que mais chamou atenção na partida foi a evolução do time brasileiro, que vem em boa crescente na competição. "O crescimento da equipe está indo de acordo com o que está sendo trabalhado e o resultado foi dentro do esperado pela qualidade com que jogamos. A vitória por 3 a 0, sem perder nenhum ponto, é muito importante e todo o grupo esta de parabéns", elogiou o autor de 10 pontos, sendo cinco de bloqueio.

Com o triunfo, o Brasil despontou em seu grupo na fase final. O time comandado pelo técnico Bernardinho tem três pontos, contra zero da Itália e dos Estados Unidos, que completam a chave. Os dois melhores do grupo avançam à semifinal. O time norte-americano estreia nesta quinta, contra os italianos.

O Brasil volta à quadra na sexta para enfrentar os mesmos americanos. A partida está marcada para as 15h30 (horário de Brasília).

OUTRO RESULTADO - O outro grupo da fase final também estreou nesta quarta. E a anfitriã Polônia levou a melhor sobre a França. No duelo entre o atual campeão mundial e o atual detentor do título da Liga Mundial, os poloneses fizeram valer o fator casa e venceram por 3 sets a 2, com parciais de 21/25, 17/25, 25/17, 28/26 e 15/12. A seleção da Sérvia completa a chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.