Brasil derrota a Bulgária e passa às semifinais do Mundial

A seleção brasileira masculina de vôlei derrotou, na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília), em Hiroshima, a até então invicta Bulgária por 3 sets a 1 - com parciais de 25/22, 20/25, 25/22 e 25/16 - e se classificou, em primeiro lugar no Grupo F, às semifinais do Mundial do Japão.Na próxima fase, o time de Bernardinho terá pela frente a Sérvia e Montenegro. O confronto será realizado na madrugada de sábado (horário de Brasília), em Tóquio. "Estou contente com a classificação para a semifinal, mas não com o jogo. Não jogamos bem e precisamos corrigir os erros", disse o técnico Bernardinho.Com a equipe já classificada para as semifinais, o técnico da Bulgária, Martin Stoev, escalou apenas dois titulares para iniciar a partida. Mesmo assim, os reservas mostraram a maior virtude do time no torneio, a força no saque, e deram muito trabalho ao Brasil, que a muito custo conseguiu fechar o set: 25 a 22.O time brasileiro voltou apático para o segundo set, bem diferente daquele equipe vibrante que não tomou conhecimento da Itália no jogo anterior. O eficiente bloqueio búlgaro apareceu, enquanto o ataque do Brasil se resumia praticamente a Giba, que chegou a marcar dois pontos seguidos. Bernardinho colocou em quadra os reservas Marcelinho, Ânderson e Murilo, mas já era tarde para a reação. Com Kaziyski soberbo no saque, os búlgaros fecharam o set em 25 a 20..A terceira parcial começou disputada ponto a ponto. Mas desta vez o time brasileiro mostrou muito mais agressividade, enquanto os búlgaros erravam bastante. Bernardinho manteve os reservas, deixando de fora Ricardinho, André Nascimento e Dante, e ainda teve de escalar Rodrigão, no lugar de Gustavo, que sofreu um leve entorse no tornozelo. Com eles em quadra, o time venceu o set por 25 a 22.Os erros dos búlgaros, que forçaram bastante o saque, acabaram sendo decisivos no quarto set, que o Brasil conduziu com bem mais tranqüilidade. No final, 25 a 16 e classificação para a fase decisiva do Mundial. Neste set, os atuais campeões honraram o título e mostraram que estão na briga pelo bi. "Mas vamos ter que melhorar para as semifinais", reiterou Bernardinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.