Divulgação
Divulgação

Brasil festeja rápida recuperação de atletas para Liga Mundial

Sidão, Lucão, Isac e Lucarelli devem estar à disposição de Bernardinho antes do previsto

AE, Agência Estado

21 de junho de 2013 | 14h49

RIO - A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) divulgou nota nesta sexta-feira para celebrar a rápida recuperação de quatro jogadores que sofreram lesões e deverão ficar à disposição do técnico Bernardinho antes do inicialmente previsto para a disputa dos jogos que a seleção masculina terá pela frente na Liga Mundial. São eles: o centrais Sidão, Lucão e Isac e o ponteiro Lucarelli.

Entre eles, Lucão e Lucarelli figuram como os dois com maiores chances a retornar primeiro ao time nacional, que voltará a atuar pela competição nos próximos dias 28 e 29, contra a França, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Lucas reclamou de dores na região abdominal na primeira rodada desta Liga Mundial, diante da Polônia, enquanto Lucarelli sentiu um problema na coxa diante da Argentina, rival na rodada seguinte da competição. O médico da seleção, Ney Pecegueiro do Amaral, exibiu empolgação ao falar sobre a situação dos dois atletas.

"Os dois têm um edema muito leve, que já está 99% melhor. O Lucarelli já intensificou os treinamentos nesta semana e o Lucão já está fazendo um trabalho um pouco mais leve e também deve treinar normalmente a partir da próxima semana", revelou Ney.

Já Sidão, que foi submetido a uma cirurgia nas costas e está quase recuperado, também deve voltar a treinar com o grupo da seleção na próxima semana, no CT da CBV, em Saquarema (RJ), mas a data do seu retorno ao time de Bernardinho ainda é incerta.

"O Sidão já iniciou os saltos e tudo indica que a partir da semana que vem já volte a treinar normalmente, no mesmo ritmo de toda a equipe", avisou o médico da seleção, que ainda falou sobre a situação de Isac, em fase final de recuperação de uma luxação no quinto dedo da mão direita, sofrida no segundo jogo diante da Argentina nesta Liga Mundial. "Consultei o Isac e a situação dele é ótima", completou.

Isac, por sua vez, também exibiu confiança de que em breve estará à disposição de Bernardinho. "Estou me sentindo bem, sem dor, o dedo não está inchado, enfim, o doutor Ney disse que a recuperação está indo muito bem. E, acima de tudo, estou confiante de que vou melhorar mais rápido do que o esperado. Estou em Saquarema com o grupo e sei que logo vou estar de volta", previu.

O Brasil figura na liderança do Grupo A desta Liga Mundial, com 11 pontos, sendo que acumula quatro vitórias em quatro jogos até aqui, sendo duas sobre os poloneses e outras duas sobre os argentinos.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.