Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Brasil ganha do Canadá e vai à semifinal da Liga Mundial de vôlei

Time de Bernardinho ganhou por 3 sets a 0 e evitou a eliminação precoce na competição

AE, Agência Estado - atualizada às 22h30

19 de julho de 2013 | 18h28

MAR DEL PLATA - Depois da derrota para a Rússia na estreia de quarta-feira na fase final da Liga Mundial, a seleção brasileira masculina de vôlei conseguiu se recuperar em grande estilo. Nesta sexta, em Mar del Plata, na Argentina, o Brasil ganhou do Canadá por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 30/28 e 25/20, e evitou a eliminação precoce, garantindo a vaga nas semifinais.

Apesar de ter conseguido a surpreendente vitória por 3 sets a 2 sobre a campeã olímpica Rússia no dia anterior, o Canadá acabou sendo eliminado da Liga Mundial. Assim, o Brasil avançou como o primeiro colocado do Grupo E, com quatro pontos ganhos, e os russos ficaram com a segunda vaga da chave, com três pontos - os canadenses terminaram com apenas dois pontos.

Os adversários de Brasil e Rússia nas semifinais foram definidos também nesta sexta-feira, quando a Itália derrotou a Argentina e ficou com o primeiro lugar do outro grupo. Com isso os italianos encaram a Rússia e a Búlgaria garantiu a segunda colocação e será o rival brasileiro. De qualquer maneira, a seleção brasileira mostrou sua força nesta sexta-feira, para buscar o 10º título do torneio.

O Brasil entrou em quadra nesta sexta-feira com um desfalque importante. Titular do time, o oposto Leandro Vissotto não pôde enfrentar o Canadá por estar com um edema no tendão patelar do joelho esquerdo. Assim, foi substituído por Wallace. No restante, o técnico Bernardinho manteve a base com Bruno, Lucão, Éder, Lucarelli, Dante e o líbero Mário Júnior.

A derrota na estreia diante da Rússia, quando voltou a perder para seu algoz da final da Olimpíada de Londres, já foi superada pelo Brasil, como comprovou a atuação nesta sexta-feira. Diante do surpreendente Canadá, embalado pela vitória histórica sobre os russos no dia anterior, a seleção brasileira comandou o placar e fechou o jogo em 1 hora e 33 minutos.

Com boas atuações de Wallace, com 18 pontos, e Lucarelli, com 14, o Brasil só enfrentou mais dificuldades no segundo set, quando estava atrás no placar e conseguiu a virada no final para vencer por 30 a 28.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga Mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.