Divulgação/CBV
Divulgação/CBV

Brasil garante mais 3 duplas em etapa de vôlei de praia

Primeira competição do ano válida pelo Circuito Mundial começa nesta quarta-feira na capital federal

Agência Estado,

21 de abril de 2009 | 16h40

As duplas formadas pelas brasileiras Renata e Val, Luana e Lili e Ângela e Vivian confirmaram nesta terça-feira participação na etapa de estreia do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que será disputada em Brasília, a partir de quarta-feira.

Após superarem o country-cota na segunda-feira, as três duplas se juntam a Ana Paula e Shelda, Juliana e Larissa, Maria Clara e Carolina e Talita e Maria Elisa, deixando o Brasil com 7 das 32 parcerias que estarão na chave principal do torneio.

Pelo qualifying, Ângela e Vivian superaram as portuguesas Susana Monteiro e Raquel Lacerda por 2 sets a 0, com parciais de 21/12 e 21/19, em apenas 43 minutos de partida. "O primeiro set foi tranquilo. Começamos bem e não tivemos problemas. Nos desconcentramos um pouco na segunda parcial e a dupla portuguesa cresceu. Felizmente nos recuperamos a tempo e conseguimos sair com a vitória. Agora a parte mais tensa já ficou para trás. Vamos entrar com tudo no torneio principal com a intenção de chegar ao pódio", analisou Vivian.

Já Luana e Lili tiveram mais dificuldades para derrotar as austríacas Magdalena Jirak e Cornelia Rimser por 2 sets a 1, parciais de 21/10, 18/21 e 15/13, em 55 minutos de jogo. "Acredito que as austríacas sentiram um pouco a pressão da torcida no primeiro set. Nos aproveitamos e impusemos nosso jogo. A Rimser torceu o tornozelo no último ponto do primeiro set e, surpreendentemente, voltou jogando melhor", explicou Luana.

Renata e Val, juntamente com as inglesas Boulton e Johns garantiram acesso sem ter de entrar em quadra nesta terça, pois eram as duas duplas inscritas no qualifying mais bem colocadas do ranking.

Elize Maia e Taiane Lima, Izabel Bezerra e Thatiana Damasio Soares, Érica Freitas e Cida e Neide e Bárbara Seixas foram desclassificadas no country-cota brasileiro da competição e estão fora da chave principal em Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.