Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Brasil hesita no fim e perde da Rússia na Liga Mundial

Time de Bernardinho hesitou no tie-break e acabou sofrendo seu segundo revés na competição

AE, Agência Estado

17 de julho de 2013 | 20h09

MAR DEL PLATA - Depois da grande campanha no início da Liga Mundial de vôlei, a seleção brasileira masculina estreou na fase final com uma derrota para a Rússia por 3 sets a 2, com parciais de 25/17, 23/25, 22/25, 25/19 e 15/11, em Mar del Plata. Irregular durante o jogo, o time de Bernardinho hesitou no tie-break e acabou sofrendo seu segundo revés na competição.

Apesar da derrota, o Brasil tem grandes chances de avançar às semifinais da Liga Mundial. A equipe nacional se reabilitará no Grupo E se vencer o Canadá, às 16h30 de sexta-feira. O triunfo deve garantir os brasileiros na fase seguinte, em busca de mais uma final do torneio.

Nesta quarta, Bernardinho escalou a seleção com força total, após contar com alguns reservas nos últimos jogos da fase de classificação, contra os Estados Unidos, no fim de semana passado. Bruninho, Éder, Leandro Vissotto, Lucarelli, Dante, Lucão e Mário Júnior foram os titulares. Wallace e William entraram na equipe no decorrer da partida.

O Brasil começou o jogo de forma desatenta. Sem a mesma concentração das partidas anteriores, viu os russos abrirem 2/0, vantagem que só se ampliou ao longo do set inicial. Os rivais aproveitavam os seguidos erros dos brasileiros e chegaram a fazer 19/12, diante do desespero de Bernardinho, na beira da quadra. Contando com boa atuação do gigante Muserskiy, de 2,18 metros, acabaram fechando em 25/17.

Depois do desempenho irreconhecível no início, a seleção acordou no segundo set. Exibindo nova postura, a equipe cresceu e assumiu a liderança do placar pela primeira vez na partida ao sair na frente no segundo set. Com saques mais eficientes, o Brasil manteve a ponta até fechar em 25/23. Lucão, principal bloqueador do time, foi um dos destaques da parcial. Embalado, o Brasil teve menos dificuldade para virar o placar. Começou o quarto set na frente e administrou a vantagem com tranquilidade ao fazer 12/9 e 18/14. Os russos, porém, reagiram e voltaram a equilibrar o jogo, quando fizeram 19/19. O Brasil, então, voltou a se impor em quadra e fechou a parcial por 25/22.

Mas a reação da Rússia não perdeu força no set seguinte. Eles abriram rapidamente 6/3 e ampliaram a vantagem com facilidade, diante da falta de resistência dos brasileiros. Os russos chegaram a fazer 19/11 e, apesar da frágil reação do Brasil no fim do set, fechou em 25/19, empatando o confronto.

A quinta e decisiva parcial retomou o equilíbrio entre as duas equipes. O Brasil saiu na frente, mas logo cedeu o empate aos russos. Os rivais, então, viraram o placar ao fazerem 8/6 e se mantiveram na frente durante todo o tie-break até fecharem a partida em 15/11.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasilRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.