Divulgação
Divulgação

Brasil Kirin abre as quartas da Superliga com vitória sobre o Canoas

Time de Campinas precisa de apenas uma vitória, na segunda-feira, para chegar às semifinais

O Estado de S. Paulo

07 de março de 2014 | 22h41

CAMPINAS - A escrita da fase de classificação da Superliga Masculina foi mantida e o time da casa garantiu a vitória. No confronto que promete ser o mais equilibrado das quartas de final do torneio nacional, o Brasil Kirin derrotou o Kappesberg Canoas por 3 sets a 2 (16/21, 21/16, 17/21, 21/11 e 17/15), no Ginásio do Taquaral, em Campinas.

 

A próxima partida dos playoffs será em Canoas, na segunda-feira, às 18h45. Caso o time paulista vença, já estará na semifinal. Para seguir vivo, a equipe da casa precisa vencer e forçar o terceiro e último jogo da série, que voltará a Campinas. "Foi um jogo muito difícil e cheio de altos e baixos. Mesmo assim, vencemos na garra e isso tem que ser valorizado, assim como a força da torcida. Agora, o foco é no jogo de segunda-feira, que será outra pedreira", disse o técnico campineiro, Alexandre Rivetti.

 

O central Gustavão, do Brasil Kirin, foi o destaque da partida com os bloqueios no tie-break e acabou escolhido como o melhor jogador do confronto. "Viramos as bolas no momento decisivo. Agora é pensar que temos mais dois jogos e que essa vitória não definiu nada. Na casa deles, temos que tentar vencer. Em casa, com a nossa torcida maravilhosa, não poderíamos deixar de vencer."

 

O técnico do Canoas, Marcelinho Ramos, lamentou que seu time perdeu nos detalhes, após ter chances de encerrar o placar. "Sabíamos que o jogo seria decidido em pequenos detalhes, e o Brasil Kirin foi competente, conseguindo bloquear bem na hora certa. O que precisamos levar dessa partida foi a maneira com que o time atuou, jogando de igual para igual e tendo maturidade em momentos difíceis. Vamos para Canoas com a certeza de que temos capacidade para empatar a série, apesar da qualidade do time de Campinas."

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga Masculina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.