Wander Roberto/CBV
Wander Roberto/CBV

Brasil leva 3 a 0 em derrota inédita para China e se complica na Liga das Nações de vôlei

Seleção já havia perdido para os Estados Unidos e precisará reagir na próxima semana, na Bulgária

Redação, Estadão Conteúdo

12 de junho de 2022 | 12h28

Após conhecer sua primeira derrota na Liga das Nações diante dos Estados Unidos, o Brasil perdeu mais uma partida neste domingo, em Brasília. A seleção foi surpreendida pela China por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 31/29 e 25/23. O surpreendente resultado também é inédito, já que o Brasil nunca havia perdido para os chineses em competições oficiais da Federação Internacional de Vôlei.

O time de Renan Dal Zotto termina a partida na oitava colocação da primeira fase da Liga das Nações, com 50% de aproveitamento, duas vitórias e duas derrotas. O Brasil, no entanto, poderá perder posições no complemento da rodada e deixar a zona de classificação para a próxima fase. Com jogos complicados pela frente, o time brasileiro corre riscos de não avançar na competição.

A China começou o jogo de maneira surpreendente, saiu na frente e foi abrindo vantagem ao longo da disputa. A China chegou a abrir 20 a 14, quando o Brasil iniciou uma boa recuperação para buscar o set. Com a disputa aberta, o bloqueio brasileiro não funcionou e os chineses fecharam o set por 25 a 23.

O segundo set foi bastante equilibrado, com os times avançando ponto a ponto. Com dificuldades para conseguir acertar os contra-ataques, o Brasil ficou atrás da China e precisou buscar o resultado. Após conseguir uma virada, os times chegaram empatados por 20 a 20. Em momentos tensos, a disputa foi a dois e a China também cravou vitória no segundo set por 31 a 29.

O terceiro set confirmou o péssimo desempenho da seleção no dia. O time brasileiro chegou a abrir 22 a 19, mas levou a virada da China em uma sequência de quatro pontos contra. Os chineses confirmaram a vitória por 25 a 23.

Para tentar uma reação após duas derrotas consecutivas, o Brasil enfrentará a Polônia no próximo dia 22 de junho. Na sequência, o time pegará a Sérvia na sexta rodada da Liga das Nações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.