Everett Kennedy Brown/EFE
Everett Kennedy Brown/EFE

Brasil passa pela China e segue invicto no Grand Prix

Asiáticas não oferecem resistência e caíram por 3 a 0; próxima rival é a Alemanha, nesta sexta às 3h30

EFE

20 de agosto de 2009 | 05h51

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu a China por 3 sets a 0, nesta quinta-feira, 20, com parciais de 25/21, 25/20 e 31/29, e conseguiu se manter invicta no Grand Prix, que tem sua fase final disputada no Ginásio Metropolitano de Tóquio.

Veja também:

tabela GRAND PRIX - Calendário e classificação

Após uma partida complicada contra a Rússia na abertura da fase final, quando precisou do tie-break para vencer, a seleção brasileira teve tarefa mais tranquila contra a renovada equipe chinesa.

A partida marcou também o duelo entre as seleções campeãs nos últimos dois Jogos Olímpicos. O Brasil levou o ouro em Pequim, em 2008, e a China subiu ao lugar mais alto do pódio quatro anos antes, em Atenas.

Abalada pela derrota na estreia, contra a Holanda, a China não ofereceu muita resistência no primeiro set, e o Brasil fechou com um 25 a 21. Na volta à quadra, em menos de 25 minutos - a exemplo do que já havia acontecido no primeiro set -, as brasileiras ampliaram a vantagem e abriram 2 a 0 com um 25 a 20.

O último e decisivo set foi o mais complicado para as brasileiras. A China chegou a ficar na frente do placar por vários pontos e o Brasil perdeu inúmeras chances de fechar o jogo. Difícil, a vitória saiu apenas com um 31 a 29. Ao contrário da partida contra a Rússia, quando a oposto Sheilla foi a principal pontuadora, diante da China o destaque foi a também oposto Natália, responsável por 19 pontos.

O Brasil volta à quadra no Grand Prix na madrugada desta sexta-feira, por volta das 3h30 (Brasília), para enfrentar a Alemanha. A China joga antes com a Rússia. As brasileiras, que continuam sem perder no torneio, tentam o oitavo título do Grand Prix.

Participam da fase final do torneio, além do Brasil, Rússia, China, Alemanha, Holanda e Japão. As seis seleções jogam entre si, em turno único. O campeão é quem conseguir o maior número de vitórias. O ponto average (divisão dos pontos marcados pelos pontos sofridos) é o primeiro critério de desempate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.