Divulgação
Divulgação

Brasil perde da França na preparação para o Sul-Americano de vôlei

Seleção cai no tie break por 25/19, 25/19, 22/25, 21/25 e 15/17

Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2015 | 15h49

Em outro jogo preparatório para o Campeonato Sul-Americano de vôlei masculino, que será de 29 de setembro a 4 de outubro, em Maceió, o Brasil voltou a entrar em quadra contra a França neste domingo. E no segundo amistoso entre as duas seleções mais uma vez o equilíbrio prevaleceu. A equipe dirigida pelo técnico Bernardinho, que havia vencido, na noite de sábado por 3 sets a 2, acabou superada pelos atuais campeões da Liga Mundial, em mais um tie break: 25/19, 25/19, 22/25, 21/25 e 15/17.

A preparação para o sul-americano teve as primeiras partidas nos Estados Unidos, onde a seleção brasileira venceu três jogos e perdeu apenas um. No Canadá, a equipe do técnico Bernardinho conseguiu dois resultados positivos.

No duelo deste domingo, a seleção do Brasil venceu os dois primeiros sets, sofreu uma virada e a decisão foi para o tie break. A última parcial deu mais uma prova do equilíbrio atual entre os dois times, com um empate em 12/12 e, depois, em 15/15. O set decisivo seguiu bem disputado e a França levou a melhor, fechando em 17/15.

Para o ponteiro Lipe, o desempenho do Brasil na tarde deste domingo foi satisfatório, mas os franceses estão jogando muito forte. "Foi um jogão. Todos já sabem do nível que a França está jogando. Nós começamos bem, com um ritmo forte, errando muito pouco, e, no começo do terceiro set, eles começaram com uma formação diferente e, mesmo com o passe controlado, não conseguimos rodar muitas bolas", contou o ponteiro. "Buscamos no final do terceiro set, conseguimos chegar, mas eles fecharam. No quarto set, o jogo continuou muito forte o tempo inteiro. No quinto, foi bola a bola e eles levaram a melhor", concluiu Lipe.

Agora, a seleção brasileira segue para a Eslovênia para mais dois amistosos, nos dias 9 e 10. Os jogos também são preparatórios para o sul-americano de Maceió.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiseleção brasileira de vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.