Brasil perde da Rússia e tem pior campanha na Liga em uma década

A seleção masculina de vôlei doBrasil sofreu uma raríssima segunda derrota consecutiva nadespedida da equipe do país antes dos Jogos Olímpicos dePequim, neste domingo, ao perder para a Rússia por 3 sets a 1(25-23, 25-19, 23-25 e 25-19 ) na disputa da medalha de bronzeda Liga Mundial, no Maracanãzinho. O quarto lugar é o pior resultado da equipe na competiçãoem 10 anos e resultou em vaias de uma parte da torcida do Riode Janeiro. A última vez que o time ficou fora do pódio da LigaMundial foi em 1998, quando terminou em 5o. A participação noRio já era a mais negativa da seleção sob o comando do técnicoBernardinho, ficando pela primeira vez fora de uma final dotorneio desde 2001. Brasil e Rússia foram as duas equipes de melhor campanha naprimeira fase da competição e eram as favoritas para fazer adecisão no Maracanãzinho, mas acabaram derrotas nas semifinais,respectivamente, por EUA e Sérvia, que disputam o título aindaneste domingo. A seleção brasileira, atual campeã olímpica e bicampeãmundial, começou a partida contra os russos ainda sob o impactoda derrota por 3 sets a 0 para os Estados Unidos, na véspera.Da mesma forma, a torcida também sentiu o resultado contra osnorte-americanos e passou a maior parte do jogo sem repetir oincentivo do passado. O Maracanãzinho, que no começo do jogo estava mais vazio doque na semifinal, só empurrou a seleção no fim do terceiro set,quando Giba acertou uma sequência de saques que levou o time avencer a parcial. Mesmo com uma vibração maior dos jogadores, a equipedemonstrou nervosismo e voltou a cometer muitos erros,permitindo à Rússia liderar o primeiro set desde o início. Comdois aces de Giba, o Brasil chegou a empatar em 8-8, mas voltoua ficar em desvantagem logo em seguida, perdendo a parcial por25-23. A tensão extrapolava os lances errados, e váriasdecisões da arbitragem foram muito contestadas pelos jogadoresbrasileiros e, principalmente, pelo técnico Bernardinho. No segundo set, um erro foi emblemático para retratar omomento da seleção brasileira. Marcelinho levantou, Gustavopassou do ponto, e a bola simplesmente caiu na quadrabrasileira sem que ninguém mandasse para o outro lado. Emdesvantagem no placar, a equipe ainda perdeu o levantadorMarcelinho com uma lesão nas costas. Bruno entrou mas não mudouo panorama: Rússia 25-19. A vitória brasileira no terceiro set veio pelas mãos deGiba. O capitão acertou uma sequência de quatro saques quecolocou o Brasil com vantagem de 22-18, despertando a torcidapela primeira vez em todo o jogo. A empolgação, entretanto, durou pouco, só até os russosabrirem grande vantagem de 11-4 no set seguinte, garantindo avitória por 25-19, diante de jogadores brasileiros sem reação. Brasil e Rússia estão no mesmo grupo dos Jogos Olímpicos dePequim, que começam daqui a 12 dias. A seleção brasileira vaitentar defender a medalha de ouro conquistada nos Jogos deAtenas-2004. Se conseguir, o vôlei masculino será o primeiroesporte coletivo do país a conquistar o tricampeonato olímpico,após o título também em Barcelona-1992.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.