Felice Calabro/AP
Felice Calabro/AP

Brasil perde para Cuba no Mundial de Vôlei

Em jogo emocionante, seleção brasileira cai no quinto set e se classifica em segundo lugar no Grupo B

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 18h56

Num jogo emocionante e muito equilibrado, a seleção brasileira masculina de vôlei perdeu para Cuba por 3 sets a 2 (34/32, 18/25, 23/25, 25/21 e 15/12), nesta segunda-feira, em Verona, pela última rodada da primeira fase do Mundial da Itália. Com a derrota, o Brasil se classificou como segundo colocado do Grupo B, enquanto os cubanos ficaram na liderança da chave.

Veja também

tabela TABELA - Classificação e resultados

Com isso, o Brasil vai integrar o Grupo N na segunda fase do Mundial, que será disputado na cidade de Ancona. Polônia e Bulgária formam a nova chave da seleção brasileira, sendo que apenas os dois melhores colocados avançam na competição. Os jogos recomeçam apenas na quinta-feira, após dois dias de folga, sendo que o primeiro desafio será contra os poloneses.

Se tivesse vencido Cuba nesta segunda-feira, o que lhe daria a primeira colocação da chave, o Brasil enfrentaria Sérvia e México na próxima fase, mas esse grupo acabou sendo formado pelos cubanos. De qualquer maneira, a seleção brasileira segue firme na luta para conquistar o terceiro título mundial consecutivo, repetindo os feitos de 2002 e 2006.

Ainda sem poder contar com o levantador Marlon, que sofre com uma inflamação no intestino e corre o risco até de ficar fora do restante do Mundial, o Brasil fez um bom jogo diante da forte e empolgada equipe de Cuba. Mas os cubanos levaram a melhor nos momentos decisivos do confronto, conseguindo uma vitória bastante comemorada pelos jogadores em quadra.

O garoto León, de apenas 17 anos, comandou a vitória cubana nesta segunda-feira. Com muita potência no saque e no ataque, ele foi o maior pontuador da partida, ao lado do ponteiro brasileiro Murilo, com 24 pontos cada um. No Brasil, destaque também para o oposto Leandro Vissotto, que conseguiu pontuar 17 vezes, o que foi insuficiente para evitar a derrota para Cuba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.