Alexandre Arruda/CBV
Alexandre Arruda/CBV

Brasil prega respeito e elogia França na Liga Mundial

Seleção brasileira masculina de vôlei está embalada por quatro vitórias seguidas

AE, Agência Estado

27 de junho de 2013 | 13h21

SÃO PAULO - A seleção brasileira masculina de vôlei está embalada por quatro vitórias seguidas em quatro jogos nesta Liga Mundial e defenderá favoritismo diante da França, nesta sexta-feira, às 10 horas, no Ibirapuera, em São Paulo, no primeiro dos dois confrontos que travará com o rival nesta primeira fase da Liga Mundial. No sábado, os comandados de Bernardinho voltarão a encarar os franceses, a partir das 10h10, mas o discurso do time nacional é cauteloso antes destes duelos.

A França ainda luta para recuperar o status que possuiu em outros tempos no vôlei masculino, mas os dois últimos triunfos que obteve sobre a Polônia, atual campeã da Liga Mundial, ligaram o sinal de alerta para os brasileiros.

"Temos que respeitar muito a França. Eles vêm de duas vitórias sobre a Polônia, têm muito volume de jogo e uma defesa consistente. Precisaremos de lucidez e paciência nessas duas partidas. Esses seis pontos que estão em jogo nesta semana serão fundamentais para a nossa classificação para a fase final", ressaltou o levantador Bruninho nesta quinta-feira.

O oposto Leandro Vissotto também espera um duelo bem complicado diante dos franceses, embora o Brasil jogue apoiado por sua fanática torcida na capital paulista. "A França é um time difícil de jogar. Eles defendem bastante e erram pouco. É uma equipe totalmente diferente da Bulgária e da Polônia, que são grupos de força. Não podemos cair no jogo deles e ficar afobados, já que esse tem tudo para ser um jogo longo, sofrido e de paciência", prevê.

Bernardinho, por sua vez, fez uma série de elogios aos franceses e também aposta em dois jogos difíceis contra os rivais. "É um time que tem uma qualidade de defesa muito grande, um volume de jogo espetacular e que vai trazer problemas para o nosso time. Estamos trabalhando a questão da paciência, pois eles vão defender, vão colocar a bola em jogo e temos que saber enfrentar essa questão. Além disso, eles têm uma equipe extremamente habilidosa, que vem em crescimento. E ganhar do Brasil é uma etapa importante para essa reconstrução do time da França", enfatizou o comandante.

Líder do Grupo A da Liga Mundial, com 11 pontos, ao lado da Bulgária, o Brasil irá iniciar nesta sexta uma série de duelos em solo nacional pela Liga Mundial. Após pegar os franceses, medirá forças com os búlgaros, em Brasília, e depois terá pela frente os Estados Unidos, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.