Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Brasil se vinga e devolve derrota para a Sérvia pela Liga Mundial

Brasileiros dão o troco aos sérvios com triunfo por 3 a 2 em Belgrado

Estadão Conteúdo

14 de junho de 2015 | 18h50

O Brasil sofreu e precisou do tie-break para vencer a Sérvia por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 20/25, 25/21, 22/25 e 15/13, neste domingo, em Belgrado, pela fase de grupos da Liga Mundial, dando o troco nos adversário, que haviam triunfado no confronto anterior, na última sexta-feira. A vitória veio graças a um bom saque, foram 15 aces no total, e uma atuação inspirada de Lucarelli, que anotou 24 pontos, incluindo o que garantiu o triunfo.

O time de Bernardinho, que segue suspenso e acompanhou a partida das tribunas, encontrou dificuldades para conter os ataques adversários. Tanto é que anotou apenas cinco pontos de bloqueio. E errou bastante ao entregar de graça 37 pontos para os sérvios.

A Sérvia dominou o primeiro set desde o início, abriu 10/6 e parecia com a vitória encaminhada ao fazer 23/20, mas os brasileiros conseguiram a virada, fazendo cinco pontos seguidos, incluindo dois aces de Riad, para triunfar por 25/23.

O domínio sérvio se repetiu no segundo set, tanto que a seleção da casa foi ao primeiro tempo técnico com seis pontos de vantagem - 8/2. Dessa vez, não houve reação do Brasil, que foi batido por 25/20.

A recuperação, então, veio no terceiro set, em que a seleção teve atuação segura e venceu por 25/21. O Brasil, no entanto, voltou a oscilar na quarta parcial, especialmente na recepção. Os sérvios aproveitaram para abrir vantagem confortável (18/12) e venceram por 25/22, levando a definição do jogo para o tie-break. O set decisivo foi bastante equilibrado. A Sérvia chegou a abrir 11/9, mas foi o Brasil que acabou vencendo, por 15/13.

Com cinco vitórias em seis jogos, a equipe brasileira lidera o Grupo A com 14 pontos. A Itália aparece na segunda colocação com 11, a Sérvia em terceiro com 8 e a Austrália na lanterna com 3.

O Brasil já tem vaga garantida na fase final, pois será sede da competição, em julho, quando buscará o seu décimo título e tentará encerrar um jejum, pois não vence o torneio desde 2010. Os outros dois melhores times do grupo também avançam. A equipe de Bernardinho agora fará dois jogos contra a Itália, em Roma. O primeiro duelo acontece na próxima sexta-feira e o outro no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasilSérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.