Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Brasil vence no vôlei feminino em dia de festa para a seleção sub-23

Equipe bate Bulgária por 3 sets a 0 na Copa Rio Internacional

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2015 | 18h01

Dentro de pouco mais de 11 meses, o Ginásio do Maracanãzinho sediará a competição de vôlei dos Jogos Olímpicos do Rio-2016. É nesse palco que está sendo disputada neste final de semana a Copa Rio Internacional - a seleção feminina venceu a Alemanha na sexta e a Bulgária neste sábado, ambas por 3 sets a 0.

E o público que compareceu ao local para torcer pela seleção diante das búlgaras já pôde sentir o gostinho de comemorar uma volta olímpica brasileira: no intervalo do segundo para o terceiro set, a seleção feminina sub-23, que conquistou o Mundial da categoria na semana passada, na Turquia, ergueu seu troféu no ginásio que sediará a Olimpíada. Foi ovacionada.

Coube a oposto Rosamaria conduzir a taça diante do público. A jogadora, aliás, serve de motivação para as demais campeãs mundiais sub-23: depois de disputar a competição na Turquia, acabou convocada pelo técnico José Roberto Guimarães para a disputa da Copa Rio. Ela também esteve no Pan.

"A Rosamaria mostrou potencial e hoje está aqui, junto com as meninas. E esperança de também estar eu sempre tenho", disse a levantadora Juma, escolhida a melhor da posição no Mundial Sub-23.

Rosamaria, por sua vez, aproveita o momento. "Eu fico feliz (em servir de inspiração), mas aquela seleção também tem muitas craques. É uma honra, mas eu também tenho elas como inspiração, porque nossa equipe foi muito guerreira", disse. "Foi emocionante conduzir o troféu. A memória ainda está muito fresca, e estar aqui com esse grupo na seleção adulta é mais um sonho. Entrar neste ginásio, onde vai ser a Olimpíada, fica tudo muito na cabeça. Está chegando!", vibrou Rosamaria.

A jogadora não chegou a entrar em quadra contra a Bulgária neste sábado. Do lado de fora, viu a equipe principal ter algumas dificuldades no primeiro e no terceiro sets. No início, o time passou boa parte do tempo atrás do marcador - as búlgaras chegaram a abrir quatro pontos de vantagem -, mas na reta final o Brasil se recuperou, virou o marcador e fechou em 25/20. Depois, jogando com autoridade, fez 25/21 no segundo set. No terceiro e derradeiro, sofreu nos instantes finais, mas venceu por 26/24 e confirmou ao triunfo. 

O Brasil encerra a participação na competição na manhã deste domingo, a partir das 11h30, diante da Holanda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.