Brasil vence Rússia e fica com título da Liga Mundial

Com nove conquistas, seleção de Bernardinho se torna a maior vencedora da competição

AE, Agência Estado

25 de julho de 2010 | 23h35

Natacha Pisarenko/AP

CÓRDOBA - A seleção brasileira é a maior vencedora da história da Liga Mundial de vôlei. Neste domingo, em partida disputada em Córdoba, na Argentina, a equipe de Bernardinho superou a Rússia por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 25/22, 16/25 e 25/23, e conquistou o seu nono título na competição, um a mais do que a segunda maior ganhadora Itália.

Este foi ainda o oitavo título que o Brasil conquistou nas últimas dez Ligas Mundiais - só não venceu em 2008 e em 2002, quando perdeu a final para a Rússia. A outra conquista brasileira foi em 1993, sobre os próprios russos.

Com boa variação no inicio do jogo mesmo com a ausência de Leandro Vissoto, que sentiu uma contusão após a semifinal, a seleção brasileira comandou o ritmo e não tomou conhecimento do forte bloqueio russo. Venceu por 25 a 22 os dois primeiros sets sem ser ameaçada em nenhum momento. Mas em vantagem, a equipe de Bernardinho voltou relaxada e foi facilmente dominada no terceiro set.

Na sequência, o panorama parecia que seria o mesmo: a Rússia saiu em vantagem e chegou a abrir 13 a 10. O ritmo do jogo, então, se tornou eletrizante. O Brasil buscou o empate e manteve a igualdade até o 17 a 17, quando os russos novamente melhoraram e abriram 20 a 17. A partir daí, a seleção brasileira dominou. E com atuação impecável de seu bloqueio, buscou a virada e fechou em 25 a 23, após erro de saque de Krasikov.

Como já havia ocorrido na semifinal contra Cuba, o grande destaque brasileiro foi Dante, que terminou a decisão com 18 pontos, dois a mais do que Theo, o substituto de Vissoto. Um dos principais jogadores da competição, Mikhaylov foi o maior pontuador do jogo com 20 pontos.

"Foram muitas adversidades, mas soubemos lidar com todas elas. Nosso grande perigo é quando achamos que tudo está tranquilo", avaliou o técnico Bernardinho, enaltecendo a atuação de Marlon e a experiência de Giba. "O Marlon teve atuações espetaculares e contribuiu. O Giba também foi essencial, como um líder. Foi uma conquista merecida".

Ainda neste domingo, também em Córdoba, a Sérvia derrotou Cuba por 3 sets a 2 e ficou com o bronze da Liga Mundial de vôlei.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.