Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Brasil vence torneio amistoso e Zé Roberto pede foco na Olimpíada

Seleção brasileira ganha da Holanda no tie-break e leva taça 

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2015 | 15h00

A seleção brasileira feminina de vôlei conquistou a Copa Rio Internacional, torneio amistoso que reuniu também Alemanha, Bulgária e Holanda. Após vencer com facilidade os dois primeiros jogos, o Brasil teve muitas dificuldades neste domingo contra as holandesas e precisou de uma grande virada para vencer no tie-break, pelo placar de 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 22/25, 25/22, 25/18 e 15/10.

Mas a derrota nos dois primeiros sets teve seu ponto positivo na visão da equipe, que já está em preparação para os Jogos Olímpicos, que serão disputados no próximo ano no mesmo ginásio Maracanãzinho.

"O meu sentimento hoje, dentro de quadra, era como se estivesse disputando Mundial e Jogos Olímpicos. Eu não quero perder nunca. Estava jogando focado, pensando no time holandês o tempo inteiro, e com o 2 a 0 eu não desisti. Eu acreditei do início ao fim", disse o técnico José Roberto Guimarães. "Foi importante para vermos nosso próprio poder de reação", avaliou a ponteira Natália.

Zé Roberto lembrou que a adversária deste domingo tem boas chances de estar nos Jogos, e por isso enalteceu o torneio amistoso. E, mesmo faltando pouco mais de 11 meses para o início da competição, o treinador já quer o foco de suas jogadoras na Olimpíada.

"Nós temos aí 341 dias até os Jogos Olímpicos, e a gente precisa que elas terminem a temporada e voltem para seus clubes e façam uma boa Superliga. É preciso que se cuidem, principalmente na parte física. E tenham foco, para, quando chegarem para o treinamento da seleção em abril, estejam já com meio caminho andado. Não dá para colocar ninguém em forma no tempo que a gente tem jogando um Grand Prix", ponderou o técnico.

"Temos alertado as jogadoras todos os dias sobre como elas vão ter que voltar para a preparação e não esquecer dos adversários jamais. Tem que ter atenção nos classificatórios que estão acontecendo. Você tem que viver a Olimpíada dia após dia, e os adversários que possivelmente irá encontrar."

Na Copa Rio, o confronto com as holandesas foi o mais difícil do torneio. Após um início equilibrado, a seleção perdeu o primeiro set - o primeiro na competição - por 25/23 ao permitir a virada na parte final. Já no segundo, deu tudo errado. Com falhas na recepção e tendo muita dificuldade em furar o bloqueio adversário, o Brasil passou praticamente o set inteiro atrás do marcador. Chegou a estar perdendo por cinco pontos e esboçou uma reação na reta final, mas tarde demais para evitar que a Holanda fechasse em 25/22.

O Brasil só foi conseguir se impor no terceiro set, quando abriu boa vantagem e chegou a estar vencendo por 19 a 13. Apesar de permitir a aproximação no placar, a seleção levou a partida para 25/22 e ficou próxima do título, já que bastava mais um set para não ser mais alcançada no saldo.

No quarto, as brasileiras tiveram um início difícil. Passaram a metade do set em desvantagem, mas viraram em 14 a 13 e encaminharam a vitória por 25 a 18. E, no tie-break, não teve maiores problemas pra fazer 15/10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.