Brasil x EUA: equilíbrio marca primeira etapa de jogos

Foram cinco vitórias para cada lado no Arizona; desafio entre os países vai até o próximo domingo

25 de setembro de 2009 | 19h15

Jogos extremamente equilibrados e cinco vitórias para cada lado nesta sexta-feira. Este foi o saldo do início do primeiro dia de jogos da etapa inicial do desafio Brasil x Estados Unidos de vôlei de praia. A competição, que está sendo realizada em Glendale, no Arizona, reúne oito parcerias de cada país - metade em cada naipe.

De acordo com o regulamento da competição, as partidas da primeira fase valem um ponto cada. As duplas femininas e masculinas do Brasil que obtiverem o melhor desempenho na primeira etapa, dividida entre sexta e sábado, enfrentarão as parcerias norte-americanas mais bem colocadas na mesma fase no domingo, em jogos que valerão cinco pontos para o país vencedor.

Haverá também uma partida em cada naipe para a segunda melhor dupla de cada país. Estes duelos valerão três pontos. O país que acumular mais pontos ao fim das 36 partidas será o vencedor do desafio.

O Brasil saiu na frente no primeiro dia de jogos em Glendale. Na rodada de abertura, venceu as duas partidas pelo torneio masculino e somou seus primeiros pontos no desafio. A primeira vitória verde-amarela veio pelas mãos dos campeões olímpicos de 2004, Ricardo e Emanuel, que bateram Jake Gibb e Matt Olson por 2 sets a 0, com um duplo 21/19. Na quadra ao lado, Benjamin e Pedro Solberg derrotaram John Hyden e Sean Scott também em dois sets (21/15 e 27/25).

Na segunda rodada, mais duas partidas pelo masculino, mas desta vez com uma vitória para cada lado. A favor do Brasil, o triunfo dos vice-campeões mundiais Alison e Harley diante de Brad Keenan e Nick Lucena: 2 sets a 0, parciais de 21/16 e 21/14. No mesmo horário, Billy e Bruno Schmidt lutaram muito, mas não evitaram a primeira derrota do Brasil, diante dos campeões olímpicos Todd Rogers e Phil Dalhausser: 2 sets a 1, parciais de 21/18, 17/21 e 15/10.

Na terceira rodada, os dois primeiros jogos pelo torneio feminino e mais equilíbrio. O Brasil chegou a seu quarto resultado positivo nas areias de Glendale com Talita e Maria Elisa superando Annett Davis e Jenny Johnson por 2 sets a 1 (12/21, 21/12 e 15/12), mas as norte-americanas reduziram a vantagem com as bicampeãs olímpicas Kerri Walsh e Misty May, que está voltando de contusão, derrotando Ângela e Val também em três sets: 21/13, 17/21 e 15/8.

"O primeiro dia da competição foi bem bacana. Mas, falando do jogo, não foi como esperávamos. Jogamos muito mal e tivemos dificuldades por não conhecermos bem o jogo delas, que não disputam o Circuito Mundial há algumas temporadas", contou Talita.

Na quarta rodada, as tetracampeãs do Circuito Mundial Juliana e Larissa confirmaram o favoritismo na estreia e bateram Nicole Branagh e Elaine Youngs por 2 sets a 0 (21/11 e 21/15), anotando o quinto ponto para o Brasil na competição. A resposta norte-americana veio com o triunfo de Jake Gibb e Matt Olson diante de Pedro Solberg w Benjamin: 2 sets a 1, parciais de 21/17, 21/23 e 15/12.

"Nossa estreia foi muito legal. Fizemos a nossa parte e vencemos o primeiro desafio do torneio. Conseguimos sair na frente do placar nos dois sets e mantivemos a vantagem até o fim do jogo", disse Juliana.

Na quinta e última rodada da primeira etapa, foi a vez da estreia das atuais campeãs mundiais, Jennifer Kessy e April Ross, que bateram Ana Paula e Shaylyn por 2 sets a 1, parciais de 21/14, 20/22 e 19/17. No último jogo da programação, os norte-americanos chegaram à igualdade com o triunfo de Brad Keenan e Nick Lucena sobre Billy e Bruno Schmidt: 2 sets a 1 (16/21, 21/17 e 20/18).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.