Divulgação
Divulgação

Brasileiras reagem, mas perdem para a Rússia em Montreux por 3 sets a 2

Após sair perdendo por 2 a 0, equipe reage, até cair no tie-break diante das rivais

Agência Estado

29 de maio de 2014 | 16h49

MONTREUX - A seleção brasileira feminina de vôlei perdeu sua primeira partida no Torneio de Montreux, nesta quinta-feira, na Suíça. Jogando diante da arquirrival Rússia, o time reserva do Brasil atuou mal nos dois primeiros sets, errando demais na recepção, conseguiu reagir, mas acabou sendo derrotado por 3 sets a 2, com parciais de 35/33, 25/20, 26/28, 20/25 e 15/11.

Com o resultado, o Brasil, que vinha de duas vitórias, ainda não se garantiu na final do torneio. Ainda depende do placar do jogo entre a Rússia e a fraca seleção da Suíça, que se enfrentam na sexta-feira.

O primeiro set foi o mais longo do torneio, com um total de 68 pontos. Ainda que o bloqueio brasileiro conseguisse neutralizar as investidas russas, a recepção ia mal e atrapalhava o trabalho de Dani Lins. As russas, que ficaram mais tempo à frente no set, acabaram levando a melhor em 35/33.

O Brasil chegou a liderar o segundo set, mas os erros continuaram. A Rússia via Natalia Malykh fazer excelente partida e fechou em 25/20. Só no terceiro set é que o passe brasileiro melhorou. Mesmo assim, a parcial se estendeu por 34 minutos, com vitória do Brasil em 28/26.

A vitória no set fez bem ao time de José Roberto Guimarães. Gabi, que terminou o jogo com 29 pontos, mostrou que não sentiu a pressão no seu primeiro clássico com a camisa do Brasil, e fazia sempre a bola rodar. Natália (23 pontos) e Tandara (20) também eram boas opções para Dani Lins e o quarto set terminou em 25/20.

O problema é que Tandara sentiu lesão e o Brasil começou o quinto set com Monique no time. A equipe sentiu a falta da sua melhor atacante e a Rússia se aproveitou, conseguindo a vitória por 15/11.

Por conta da derrota por 3 a 2, o Brasil somou um ponto e chegou a seis depois de três jogos (havia feito 3 a 0 na Suíça e 3 a 2 na China). As chinesas, que também não jogam mais, têm a mesma pontuação, mas ficam na frente pelo primeiro critério de desempate, que é a divisão do número de pontos feitos durante os jogos pelo de pontos sofridos.

A Rússia, com três pontos na classificação, chega a seis se fizer 3 a 0 ou 3 a 1 sobre a Suíça, na sexta-feira. Considerando que faça 3 a 0 marcando 25 pontos em todos os sets (total de 75), não pode levar mais do que 52 pontos no total.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.